China proíbe videogame "Monster Hunter: World" dias após lançamento

Não é a primeira vez que os jogos da Tencent ficam sob a mira de autoridades chinesas.

China proíbe videogame "Monster Hunter: World" dias após lançamento
China proíbe videogame "Monster Hunter: World" dias após lançamento

(Reuters) - Autoridades chinesas proibiram a venda do videogame “Monster Hunter: World”, da gigante de tecnologia Tencent Holdings, menos de uma semana depois de seu lançamento.

O videogame foi retirado da plataforma de distribuição WeGame, da Tencent, depois que foi lançado, em 8 de agosto, informou a empresa em comunicado.

“O jogo não está mais disponível depois que os reguladores receberam um grande número de reclamações de que algumas partes do conteúdo do jogo não atendem aos requisitos regulatórios”, disse a Tencent no comunicado.

Os jogadores que compraram o videogame têm direito a reembolso total até 20 de agosto ou podem continuar a jogar, mas não há garantia de que o serviço será mantido.

Não é a primeira vez que os jogos da Tencent ficam sob a mira de autoridades da China. No ano passado, a Tencent teve que mudar um popular game de batalha citado pelo regulador como muito sangrento e violento para aproximá-lo dos “valores fundamentais socialistas” se quisesse que ele pudesse ser vendido na China.

Por Meg Shen

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247