Choque de gestão em MG esbarra em endividamento

Jornalista Leandro Mazzini, do blog Coluna Esplanada, do portal UOL, afirma que enquanto o governador Antônio Anastasia (PSDB) tem rodado o país para palestrar sobre eficiência administrativa, o Estado que ele administra, Minas Gerais, acumula atualmente R$ 19 bilhões em empréstimos com bancos de fomento nacionais e internacionais e R$ 67,4 bilhões na dívida com a União, sendo o segundo Estado mais endividado do país; para o colunista, situação financeira complexa pode ser problema para o Estado que é a principal vitrine do presidenciável Aécio Neves 

Jornalista Leandro Mazzini, do blog Coluna Esplanada, do portal UOL, afirma que enquanto o governador Antônio Anastasia (PSDB) tem rodado o país para palestrar sobre eficiência administrativa, o Estado que ele administra, Minas Gerais, acumula atualmente R$ 19 bilhões em empréstimos com bancos de fomento nacionais e internacionais e R$ 67,4 bilhões na dívida com a União, sendo o segundo Estado mais endividado do país; para o colunista, situação financeira complexa pode ser problema para o Estado que é a principal vitrine do presidenciável Aécio Neves 
Jornalista Leandro Mazzini, do blog Coluna Esplanada, do portal UOL, afirma que enquanto o governador Antônio Anastasia (PSDB) tem rodado o país para palestrar sobre eficiência administrativa, o Estado que ele administra, Minas Gerais, acumula atualmente R$ 19 bilhões em empréstimos com bancos de fomento nacionais e internacionais e R$ 67,4 bilhões na dívida com a União, sendo o segundo Estado mais endividado do país; para o colunista, situação financeira complexa pode ser problema para o Estado que é a principal vitrine do presidenciável Aécio Neves  (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Enquanto o governador Antônio Anastasia (PSDB) tem rodado o país para palestrar sobre eficiência administrativa, o Estado que ele administra, Minas Gerais acumula atualmente R$ 19 bilhões em empréstimos com bancos de fomento nacionais e internacionais e R$ 67,4 bilhões na dívida com a União, sendo o segundo Estado mais endividado. A informação é do jornalista Leandro Mazzini, do blog Coluna Esplanada, do portal UOL (aqui). 

Ele afirma que "o chamado choque de gestão, cunhado na administração de Aécio, livrou o Estado da moratória deixada pelo antecessor, Itamar Franco, zerou as contas e dívidas, mas deixou o governo na trilha da armadilha para estas situações: escancarou a maior capacidade de endividamento no Brasil e exterior", diz. Ele ressalta que "com baixa arrecadação, o governo teve de recorrer a empréstimos seguidos". Ano passado, fonte do Tesouro Nacional revelou que Anastasia comentara com o secretário do Tesouro, Arno Augustin, que não sabia como pagaria o 13º. "De algum modo o governo se virou e o benefício saiu", afirma o colunista. Segundo ele, tal situação "pode se tornar risco para a campanha de Aécio Neves a presidente".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email