Chuva: 240 desabrigados em São Luiz do Paraitinga

Em novo pesadelo vivido pelo município do interior de São Paulo, 96 casas foram atingidas e os moradores tiveram de ser levados a escolas e casas de parentes. Dentro dos imóveis, a água chegou a aproximadamente 1 metro de altura; chuvas dos últimos três dias fizeram transbordar o Rio Paraitinga

Chuva: 240 desabrigados em São Luiz do Paraitinga
Chuva: 240 desabrigados em São Luiz do Paraitinga
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fernanda Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – O transbordamento do Rio Paraitinga, que ocorreu por causa das chuvas dos últimos três dias, deixou 240 pessoas desabrigadas na cidade de São Luiz do Paraitinga, no Vale do Paraíba, em São Paulo.

Na sexta-feira 11, o rio ficou 3,8 metros acima do normal e nesta segunda-feira 14 permanece 2,5 metros além do nível comum. Há três anos o centro histórico do município foi praticamente destruído por uma enchente.

Segundo a Defesa Civil, 96 casas foram atingidas e os moradores tiveram de ser levados a escolas e casas de parentes. Dentro dos imóveis, a água chegou a aproximadamente 1 metro de altura. Hoje, 17 famílias permanecem em abrigos da prefeitura e 40 continuam em casas de parentes e amigos, por orientação da Defesa Civil.

Isso porque, de acordo com Divinilson José Aparecido Leite, secretário da Defesa Civil, há previsão de que o rio suba mais 40 centímetros. As águas procedentes dos municípios próximos mais altos, como Cunha e Lagoinha, ainda não chegaram à parte do rio que banha São Luiz do Paraitinga.

A Defesa Civil continua em estado de alerta, fazendo monitoramento da subida do rio a partir dessas cidades, uma vez que que são esperadas mais chuvas para os próximos dias.

No sábado 12, as águas do rio atingiram uma das pontes da rodovia Nelson Ferreira Pinto, que liga Lagoinha a São Luiz do Paraitinga. A estrada foi interditada entre as 9h e as 18 h.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email