Chuvas afetam produção de açúcar em Pernambuco

As chuvas de verão que começam a cair na Zona da Mata pernambucana deverá resultar em uma queda na produção sucroalcooleira estadual; enquanto na safra 2012/2013 foram produzidos 1,2 milhão de toneladas de açúcar, a estimativa de produção na colheita atual é de 1 milhão de toneladas; com a quebra do rendimento industrial, pode haver uma diminuição de R$ 120 milhões no faturamento, em comparação com a última safra

SAMSUNG
SAMSUNG (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Mariana Almeida - As chuvas de verão que começam a cair na Zona da Mata pernambucana deverão resultar em uma queda na produção sucroalcooleira estadual. Enquanto na safra 2012/2013 foram produzidos 1,2 milhão de toneladas de açúcar, a estimativa de produção na colheita atual é de 1 milhão de toneladas. Com a quebra do rendimento industrial, pode haver uma diminuição de R$ 120 milhões no faturamento, em comparação com a última safra.

“As chuvas muito concentradas diminuem a sacarose da cana-de-açúcar, fazem a cana ficar mais aguada. Com essa diminuição, a estimativa é de que, a cada tonelada de cana, teremos menos 10 quilos de açúcar do que no ano passado”, explicou o presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha. “Além da produção menor, a inconstância do dólar vai prejudicar a exportação do açúcar. Este ano, estimamos que 500 mil toneladas sejam exportadas e que outras 500 mil permaneçam no Brasil”, acrescentou.

Apesar da diminuição da produção de açúcar, a estimativa é de uma melhora nos números da cana-de-açúcar e do etanol. Na safra 2012/2013, foram colhidas 13,3 milhões de toneladas de cana, além de serem produzidos 240 milhões de litros de etanol. Já na colheita atual, a estimativa é de uma safra de 14 milhões de toneladas da matéria prima, resultando na produção de 260 milhões de litros de etanol.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email