Cid Gomes é internado e não deve ir à Câmara

O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), foi internado após passar mal subitamente na noite desta terça-feira (10); o ministro está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e não deverá comparecer à Câmara Federal para explicar as declarações feitas durante um evento no Pará, quando disse que a Casa possuía "uns 400, 300 achacadores"

O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), foi internado após passar mal subitamente na noite desta terça-feira (10); o ministro está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e não deverá comparecer à Câmara Federal para explicar as declarações feitas durante um evento no Pará, quando disse que a Casa possuía "uns 400, 300 achacadores"
O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), foi internado após passar mal subitamente na noite desta terça-feira (10); o ministro está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e não deverá comparecer à Câmara Federal para explicar as declarações feitas durante um evento no Pará, quando disse que a Casa possuía "uns 400, 300 achacadores" (Foto: Renata Paiva)

Ceará 247 - O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), foi internado após passar mal subitamente na noite desta terça-feira (10). O ministro está internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e não deverá comparecer à Câmara Federal para explicar as declarações feitas durante um evento no Pará, quando disse que a Casa possuía "uns 400, 300 achacadores".

Na ocasião, Cid disse que "alguns deputados apostam no quanto pior, melhor" como uma forma de fragilizar o governo "porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais do governo, aprovarem as emendas impositivas", disse. 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247