Ciro diz ser candidato que “mais se identifica com tendência atual” do País

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) explicou sua declaração, veiculada em vídeos nos últimos dias, de que a eleição de 2018 “estaria para ele”. Em evento do PDT realizado neste fim de semana no Ceará, o pré-candidato à Presidência defendeu-se dizendo que “isso não pode ser entendido como falta de humildade” e que os brasileiros procuram alguém com experiência e autoridade moral para governar. “Muito menos por mérito próprio e mais pelo que está acontecendo no País, sou a pessoa que mais se identifica com esses valores”

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) explicou sua declaração, veiculada em vídeos nos últimos dias, de que a eleição de 2018 “estaria para ele”. Em evento do PDT realizado neste fim de semana no Ceará, o pré-candidato à Presidência defendeu-se dizendo que “isso não pode ser entendido como falta de humildade” e que os brasileiros procuram alguém com experiência e autoridade moral para governar. “Muito menos por mérito próprio e mais pelo que está acontecendo no País, sou a pessoa que mais se identifica com esses valores”
O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) explicou sua declaração, veiculada em vídeos nos últimos dias, de que a eleição de 2018 “estaria para ele”. Em evento do PDT realizado neste fim de semana no Ceará, o pré-candidato à Presidência defendeu-se dizendo que “isso não pode ser entendido como falta de humildade” e que os brasileiros procuram alguém com experiência e autoridade moral para governar. “Muito menos por mérito próprio e mais pelo que está acontecendo no País, sou a pessoa que mais se identifica com esses valores” (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) explicou sua declaração de que a eleição de 2018 “estaria para ele”, veiculada em vídeos nos últimos dias. Em evento do PDT realizado neste fim de semana em São Gonçalo do Amarante, interior do Ceará, Ciro disse que “isso não pode ser entendido como falta de humildade, porque eu sei que é uma estrada longa e tortuosa”.

“Eu tenho para mim que a grande busca da sociedade brasileira será por alguém que tenha experiência, saiba a raiz dos problemas do País e que tenha autoridade moral para dar um novo rumo ao País”, explicou, para logo após declarar que “muito menos por mérito próprio e mais pelo que está acontecendo no País, sou a pessoa que mais se identifica com esses valores”. 

Sobre a tese de que não conseguiria governar sem acordo com o Congresso Nacional, alvo constante de críticas sua, o pedetista afirmou que “esse é um desafio que está posto para o Brasil, para todos os candidatos”.

(Com informações do Blog Política do jornal O Povo)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247