Ciro faz mais um movimento em busca de apoio do PSB

Em busca de apoios que possam dar vigor à sua pré-candidatura, o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, esteve reunido ontem, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Ciro tem conversado com partidos à esquerda e à direita, tentando atrair aliados, sem conseguir avançar mais concretamente. Para Ciro seria fundamental conseguir apoios nesse momento, para consolidar seu nome como uma alternativa viável já que as pesquisas não lhe favorecem muito. Mas todos estão em compasso de espera, para avaliar a conjuntura o mais próximo possível do período eleitoral, o que faz parte do processo normal de qualquer eleição

Em busca de apoios que possam dar vigor à sua pré-candidatura, o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, esteve reunido ontem, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Ciro tem conversado com partidos à esquerda e à direita, tentando atrair aliados, sem conseguir avançar mais concretamente. Para Ciro seria fundamental conseguir apoios nesse momento, para consolidar seu nome como uma alternativa viável já que as pesquisas não lhe favorecem muito. Mas todos estão em compasso de espera, para avaliar a conjuntura o mais próximo possível do período eleitoral, o que faz parte do processo normal de qualquer eleição
Em busca de apoios que possam dar vigor à sua pré-candidatura, o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, esteve reunido ontem, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Ciro tem conversado com partidos à esquerda e à direita, tentando atrair aliados, sem conseguir avançar mais concretamente. Para Ciro seria fundamental conseguir apoios nesse momento, para consolidar seu nome como uma alternativa viável já que as pesquisas não lhe favorecem muito. Mas todos estão em compasso de espera, para avaliar a conjuntura o mais próximo possível do período eleitoral, o que faz parte do processo normal de qualquer eleição (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - Em busca de apoios que possam dar vigor à sua pré-candidatura, o presidenciável do PDT, Ciro Gomes, esteve reunido ontem, com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Para Ciro é fundamental conseguir apoios nesse momento, para consolidar seu nome como uma alternativa viável já que as pesquisas não lhe favorecem muito.

Após a reunião, Ciro comentou na sua página oficial do Facebook que continuava na busca de uma aliança com o PSB. "Me encontrei hoje com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e com o prefeito do Recife, Geraldo Julio. Sigo na luta por uma aliança com o PSB. Penso que podemos fazer muito pelo Brasil e devolver a confiança para que o Brasil volte a crescer".

Ciro tem conversado com partidos à esquerda e à direita, tentando atrair aliados, sem conseguir avançar mais concretamente. Todos estão em compasso de espera, para avaliar a conjuntura o mais próximo possível do período eleitoral, o que faz parte do processo normal de qualquer eleição.

No caso de 2018, as crises política e econômica provocadas pelo golpe, o desgaste do governo Temer, a indefinição sobre a candidatura de Lula, além dos interesses regionais tendem a postergar essa decisão até nos últimos momentos. As convenções partidárias só ocorrerão entre 20 de julho e 5 de agosto. Dificilmente alguma posição será definida agora. A conjuntura aponta para muita conversa e pouca decisão.

No caso do PSB, o partido está dividido por interesses regionais que apontam para alianças preferenciais com o PSDB, em São Paulo e com o PT, em Pernambuco, os dois principais focos de poder do partido. 

Para o governador pernambucano, seria estratégico uma aliança com o PT que significaria a retirada da pré-candidatura de Marília Arraes, facilitando sua reeleição. Já em São Paulo, os interesses locais se alinham com o PSDB. Sem candidatura própria, o PSB é o principal alvo de assedio pelo PT, PSDB e PDT. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247