Ciro Gomes comenta prisão de Cunha destacando denúncia de Cid

Ciro Gomes comentou a prisão de Eduardo Cunha, nas redes sociais, relembrando o episódio em que seu irmão o ex-governador cearense Cid Gomes, chamou o ex-deputado Eduardo Cunha, à época presidente da Câmara Federal de achacador. "Este é o orgulho que temos! Cumprir nosso dever com o povo brasileiro quando todos os políticos bajulavam o Cunha"

Ciro Gomes comentou a prisão de Eduardo Cunha, nas redes sociais, relembrando o episódio em que seu irmão o ex-governador cearense Cid Gomes, chamou o ex-deputado Eduardo Cunha, à época presidente da Câmara Federal de achacador. "Este é o orgulho que temos! Cumprir nosso dever com o povo brasileiro quando todos os políticos bajulavam o Cunha"
Ciro Gomes comentou a prisão de Eduardo Cunha, nas redes sociais, relembrando o episódio em que seu irmão o ex-governador cearense Cid Gomes, chamou o ex-deputado Eduardo Cunha, à época presidente da Câmara Federal de achacador. "Este é o orgulho que temos! Cumprir nosso dever com o povo brasileiro quando todos os políticos bajulavam o Cunha" (Foto: Fatima 247)

Ceará247 - Ciro Gomes comentou a prisão de Eduardo Cunha, nas redes sociais, relembrando o episódio em que seu irmão, o ex-governador cearense Cid Gomes, chamou o deputado, à época presidente da Câmara Federal, de achacador e postou um vídeo com as declarações de Cid, com a hastag Cid Gomes derrubou Eduardo Cunha e #Cunha na cadeia. "Este é o orgulho que temos! Cumprir nosso dever com o povo brasileiro quando todos os políticos bajulavam o Cunha".

Em outro post, não poupou Michel Temer, citando uma declaração do presidente durante a campanha de Eduardo Cunha à deputado federal, em 2014. "As tarefas difíceis eu entrego à fé de Eduardo Cunha - MICHEL TEMER, sócio do presidiário Eduardo Cunha. Não custa lembrar"!

Em 2015, no início do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff, em reunião com estudantes, Cid Gomes , então ministro da Educação, afirmou a existência de 300 a 400 “achacadores” no Congresso. O áudio da conversa veio a público e os deputados convocaram Cid para esclarecer as declarações. Enquanto os deputados esperavam uma retratação, ao invés disso, Cid reiterou crítica e desafiou o presidente da Casa: “Prefiro ser acusado de mal educado a ser acusado de achacador, como ele”, disse, apontando para Cunha.

Cid Gomes pediu demissão do cargo e responde a um processo na justiça, por danos morais, movido por Eduardo Cunha.

Veja o vídeo publicado por Ciro:  www.facebook.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247