Ciro: quem se aposentou aos 55 não pode tirar direitos

O ex-ministro Ciro Gomes, provável candidato à Presidência em 2018, criticou duramente a proposta de reforma da Previdência de Michel Temer; "Não é razoável um governo ilegítimo propor a subtração de franquias para as frações mais pobres da sociedade e preservar o privilégio para os grandes", afirmou em entrevista; "E feita por quem? Pelo senhor Michel Temer, que se aposentou aos 55 anos", completou

Ciro Gomes
Ciro Gomes (Foto: Giuliana Miranda)

Por Fernando Brito, editor do Tijolaço

O ex-ministro Ciro Gomes mostra, nesta entrevista o É Notícia, da Rede TV , o poder de fogo de sua metralhadora verbal. Que não se subestime a sua capacidade de demolir hipocrisias. Ciro é uma guerrilha verbal. Assista, abaixo, o trecho sobre a reforma da Previdência, avassalador.

"Não é razoável um governo ilegítimo propor a subtração de franquias para as frações mais pobres da sociedade e preservar o privilégio para os grandes", diz Ciro.

O ex-governador do Ceará criticou ainda a idade de aposentadoria de Michel Temer, Eliseu Padilha e outros membros do governo: "Isso não é direito, é inumano. Chega a ser perverso. E feita por quem? Pelo senhor Michel Temer, que se aposentou aos 55 anos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247