Ciro se recusa assinar manifesto em defesa da candidatura Lula

Ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, não assinou o manifesto "Eleição sem Lula é Fraude", em defesa da candidatura do ex-presidente Lula, que foi lançado há 17 dias; iniciativa já com mais de 140 mil assinaturas, incluindo a da pré-candidata Manuela D'Ávila (PCdoB) e de Guilherme Boulos, que também tem candidatura cogitada

Ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, não assinou o manifesto "Eleição sem Lula é Fraude", em defesa da candidatura do ex-presidente Lula, que foi lançado há 17 dias; iniciativa já com mais de 140 mil assinaturas, incluindo a da pré-candidata Manuela D'Ávila (PCdoB) e de Guilherme Boulos, que também tem candidatura cogitada
Ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência pelo PDT, não assinou o manifesto "Eleição sem Lula é Fraude", em defesa da candidatura do ex-presidente Lula, que foi lançado há 17 dias; iniciativa já com mais de 140 mil assinaturas, incluindo a da pré-candidata Manuela D'Ávila (PCdoB) e de Guilherme Boulos, que também tem candidatura cogitada (Foto: Paulo Emílio)

Ceará 247 - O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, não assinou o manifesto em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi lançado há 17 dias.

A iniciativa, que já com mais de 140 mil assinaturas, faz parte do Projeto Brasil Nação e Ciro foi convidado para participar do movimento pela organização do movimento.

Enquanto Ciro sequer se pronunciou sobre o assunto, a deputada estadual e pré-candidata, Manuela D'Ávila (PC do B), assinou o manifesto logo que foi convidada para isso. Um outro potencial candidato, o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, também assinou o documento. deriu quando solicitado

O manifesto "Eleição sem Lula é Fraude" foi lançado no último dia 19 de dezembro pelo economista Luiz Carlos Bresser Pereira, o diplomata Celso Amorim, o cantor Chico Buarque e os escritores Raduan Nassar e Milton Hatoum. Mais recentemente também assinaram o manifesto o cineasta Costa-Gravas, e os ex-presidentes do Uruguai e da Argentina, Pepe Mujica e Cristina Kirchner, respectivamente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247