Ciro: ‘Sem golpe, Dilma recompõe a base’

Ex-ministro Ciro Gomes, embora crítico do governo, também prevê um cenário de caos no pós-golpe, e afirma que o País não pode depositar suas esperanças no vice-presidente Michel Temer; ele acredita, contudo, que passada a tempestade, a presidente Dilma Rousseff conseguirá rearrumar a casa se conseguir superar os opositores no Congresso; "Ela precisa sinalizar para esse grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições, entre eles eu, e buscar uma reconciliação com os grupos sociais e políticos que lhe deram a vitória"; Ciro também critica a ex-senadora Marina Silva, quem vê como oportunista, por apoiar a ideia de antecipar as eleições presidenciais para este ano; "Isso é uma pura e simples marinice, um contragolpe com jeitão charmoso de chamar o povo para votar de novo"

Ex-ministro Ciro Gomes, embora crítico do governo, também prevê um cenário de caos no pós-golpe, e afirma que o País não pode depositar suas esperanças no vice-presidente Michel Temer; ele acredita, contudo, que passada a tempestade, a presidente Dilma Rousseff conseguirá rearrumar a casa se conseguir superar os opositores no Congresso; "Ela precisa sinalizar para esse grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições, entre eles eu, e buscar uma reconciliação com os grupos sociais e políticos que lhe deram a vitória"; Ciro também critica a ex-senadora Marina Silva, quem vê como oportunista, por apoiar a ideia de antecipar as eleições presidenciais para este ano; "Isso é uma pura e simples marinice, um contragolpe com jeitão charmoso de chamar o povo para votar de novo"
Ex-ministro Ciro Gomes, embora crítico do governo, também prevê um cenário de caos no pós-golpe, e afirma que o País não pode depositar suas esperanças no vice-presidente Michel Temer; ele acredita, contudo, que passada a tempestade, a presidente Dilma Rousseff conseguirá rearrumar a casa se conseguir superar os opositores no Congresso; "Ela precisa sinalizar para esse grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições, entre eles eu, e buscar uma reconciliação com os grupos sociais e políticos que lhe deram a vitória"; Ciro também critica a ex-senadora Marina Silva, quem vê como oportunista, por apoiar a ideia de antecipar as eleições presidenciais para este ano; "Isso é uma pura e simples marinice, um contragolpe com jeitão charmoso de chamar o povo para votar de novo" (Foto: Romulo Faro)

Ceará 247 - Presidenciável do PDT, o ex-ministro Ciro Gomes, embora crítico do governo da presidente Dilma Rousseff, também prevê um cenário de caos no pós-golpe e afirma que o País não pode depositar suas esperanças no vice-presidente Michel Temer, que capitaneia o golpe junto com o senador Aécio Neves (PSDB) e seu correligionário Eduardo Cunha (PMDB-presidente da Câmara).

Ciro acredita, que passada a tempestade, Dilma conseguirá rearrumar a casa se conseguir superar os opositores no Congresso. 

"Basicamente, a presidente Dilma Rousseff precisa sinalizar para esse grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições, entre eles eu, e buscar uma reconciliação com os grupos sociais e políticos que lhe deram a vitória. Precisa mudar radicalmente os rumos da economia, assumir um compromisso com a produção brasileira, com os trabalhadores do País, e confrontar o que precisa ser confrontado", diz Ciro Gomes em entrevista à Carta Capital.

Na avaliação do ex-ministro, não haverá governo estável no Brasil pelos próximos 20 anos, caso o impeachment seja aprovado pelo Congresso.

"Se esse golpe for consumado, não vejo mais a possibilidade de um governo estável pelos próximos 20 anos. Repare bem, a generalização da raiva e do ódio se dá por três grandes grupos. O primeiro é composto pelos eleitores frustrados do Aécio Neves, que nunca aceitaram a derrota nas urnas ou a atribuem a uma fraude, a uma mentira da campanha petista, não sem alguma dose de razão".

O ex-ministro cearense também critica a ex-senadora e presidenciável Marina Silva (Rede), quem vê como oportunista, por apoiar a ideia de antecipar as eleições presidenciais para este ano. "Isso é uma pura e simples marinice, um contragolpe com jeitão charmoso de chamar o povo para votar de novo".

Leia a íntegra da entrevista.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247