Collares: 'Impeachment é para quem cometeu crime'

Primeiro governador negro do Rio Grande do Sul e ex-chefe de Dilma Rousseff, Alceu Collares fez duras críticas ao movimento liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB), que tenta retirar a presidente do poder; "Não tem como aplicar impeachment. Impeachment só se aplica em quem cometeu um crime. Ela não cometeu crime nenhum, ela ganhou a eleição", afirmou; sem citar o nome de Aécio, Collares sugeriu que o tucano ponha "a viola no saco"; "Quem perdeu não se conforma e está tentando sobreviver. Mas perderam. E quem perdeu tem que botar a viola no saco e esperar a oportunidade de, com proposta melhor, ganhar", afirmou

Primeiro governador negro do Rio Grande do Sul e ex-chefe de Dilma Rousseff, Alceu Collares fez duras críticas ao movimento liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB), que tenta retirar a presidente do poder; "Não tem como aplicar impeachment. Impeachment só se aplica em quem cometeu um crime. Ela não cometeu crime nenhum, ela ganhou a eleição", afirmou; sem citar o nome de Aécio, Collares sugeriu que o tucano ponha "a viola no saco"; "Quem perdeu não se conforma e está tentando sobreviver. Mas perderam. E quem perdeu tem que botar a viola no saco e esperar a oportunidade de, com proposta melhor, ganhar", afirmou
Primeiro governador negro do Rio Grande do Sul e ex-chefe de Dilma Rousseff, Alceu Collares fez duras críticas ao movimento liderado pelo senador Aécio Neves (PSDB), que tenta retirar a presidente do poder; "Não tem como aplicar impeachment. Impeachment só se aplica em quem cometeu um crime. Ela não cometeu crime nenhum, ela ganhou a eleição", afirmou; sem citar o nome de Aécio, Collares sugeriu que o tucano ponha "a viola no saco"; "Quem perdeu não se conforma e está tentando sobreviver. Mas perderam. E quem perdeu tem que botar a viola no saco e esperar a oportunidade de, com proposta melhor, ganhar", afirmou (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - O ex-governador do Rio Grande do Sul Alceu Collares (PDT) fez duras críticas à tentativa de golpe, liderada pelo senador Aécio Neves (PSDB), contra o mandato da presidente Dilma Rousseff. Collares foi chefe de Dilma quando ela era secretária de Estado em seu governo. 

Em entrevista ao jornal Zero Hora, o primeiro governador negro do Rio Grande do Sul rechaçou a possibilidade de impeachment de Dilma. "Não tem como aplicar impeachment. Impeachment só se aplica em quem cometeu um crime. Ela não cometeu crime nenhum, ela ganhou a eleição", afirmou.

Segundo o pedetista, a crise é resultado de uma crise global, que está presente em países como a Grécia, na Rússia, na China. "É um estouro do sistema capitalista que está aí, principalmente do monopólio, do oligopólio, do cartel e do dumping", afirmou. 

Sem citar o nome do senador Aécio Neves, Alceu Collares sugeriu que o tucano ponha "a viola no saco". "Eu não chamo isso de golpe. Quem perdeu não se conforma e está tentando sobreviver. Mas perderam. E quem perdeu tem que botar a viola no saco e esperar a oportunidade de, com proposta melhor, ganhar", afirmou. 

Leia aqui a entrevista de Alceu Collares. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email