Collor pede destravamento de projetos de enfermagem

O senador Fernando Collor (PTB-AL) encaminhou ofícios aos líderes do governo na Câmara e no Senado Federal e ao presidente da Câmara solicitando soluções para os pleitos de interesses dos profissionais de enfermagem. Collor pede que o Congresso destrave projetos de interesse da categoria

O senador Fernando Collor (PTB-AL) encaminhou ofícios aos líderes do governo na Câmara e no Senado Federal e ao presidente da Câmara solicitando soluções para os pleitos de interesses dos profissionais de enfermagem. Collor pede que o Congresso destrave projetos de interesse da categoria
O senador Fernando Collor (PTB-AL) encaminhou ofícios aos líderes do governo na Câmara e no Senado Federal e ao presidente da Câmara solicitando soluções para os pleitos de interesses dos profissionais de enfermagem. Collor pede que o Congresso destrave projetos de interesse da categoria (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Depois de ter feito pronunciamento na tribuna do Senado, em defesa da aprovação de projetos de interesse dos profissionais de Enfermagem e que tramitam no Congresso Nacional, o senador Fernando Collor (PTB-AL) encaminhou, aos líderes do Governo na Câmara e no Senado Federal, e ao presidente da Câmara, ofícios solicitando empenho no atendimento aos pleitos da categoria.

Semana passada, o senador alagoano recebeu em seu escritório, em Maceió, a presidente do Sindicato dos Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem do Estado de Alagoas (Sineal), Renilda Barreto, acompanhada de outros diretores da entidade. E atendendo a solicitação dos representantes da categoria, o senador prometeu se empenhar para que fosse dado andamento à apreciação de projetos que visam ao estabelecimento de piso salarial nacional e jornada de 30 horas para esses profissionais de saúde.

Nos ofícios, o senador destacou que os enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem de todo o Brasil estão, há anos, sofrendo com a ausência de normas que lhes assegurem esses direitos, considerados garantias básicas para o adequado exercício profissional.

Lembrou ainda que, apesar de várias mobilizações nacionais em Brasília e nos estados, projetos que poderiam resolver essas situações tramitam há anos, sem terem a apreciação concluída pelo Congresso, referindo-se, em especial, aos projetos de lei de número 2.295/2000 - que regulamenta a jornada de trabalho da Enfermagem em 30 horas semanais - e 4.924/2009 - que visa à instituição do piso salarial do enfermeiro, do técnico e do auxiliar de Enfermagem.

Ele pediu o empenho do presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, no sentido de se conferir celeridade à votação das matérias, mesma solicitação feita, também, ao líderes do Governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia, e no Congresso, senador José Pimentel.

Com gazetaweb.com e assessoria

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247