Collor sugere subcomissão contra seca no Nordeste

Presidente da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI), o senador disse que a Subcomissão Permanente Sobre Obras de Preparação para a Seca deverá propor políticas públicas e ações que não se restrinjam ao combate dos efeitos da seca, mas que permitam que o desenvolvimento econômico e o bem estar de sua população não sejam dificultados por problemas climáticos

Collor sugere subcomissão contra seca no Nordeste
Collor sugere subcomissão contra seca no Nordeste
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - Presidente da Comissão de Serviços de Infra-Estrutura (CI), o senador Fernando Collor (PTB-AL) propôs nesta quarta-feira (24) a criação de uma subcomissão que apresente sugestões para o enfrentamento da seca no Nordeste brasileiro. O requerimento para instalação do novo colegiado, que será composto por cinco membros, será votado na próxima semana.

Segundo Collor, a Subcomissão Permanente Sobre Obras de Preparação para a Seca deverá propor políticas públicas e ações que não se restrinjam ao combate dos efeitos da seca, mas que permitam que o desenvolvimento econômico e o bem estar de sua população não sejam dificultados por problemas climáticos. A ideia é que o grupo mantenha interlocução permanente com o governo.

Atualmente, na avaliação do senador, as políticas públicas de combate à seca são meramente reativas e emergenciais.

- São pouco produtivas as medidas tomadas depois que a seca se instala. Não basta vir água se não há tubulação e energia elétrica para movimentar as bombas. A população ficar na dependência de caminhões pipas para ser abastecida é o maior retrato dos erros que vem sendo cometidos – justificou o presidente da CI.

Collor acrescentou que a falta de um a visão coordenada de longo prazo voltada para execução de projetos estruturantes põe em risco os avanços sociais conquistados pelo país na última década por meio de programas de transferência de renda como o Bolsa Família. Para Collor, a comissão deverá apresentar soluções não apenas para o manejo de recursos hídricos, mas também propostas que melhorem a infraestrutura de energia, transporte e armazenagem da produção agrícola da região.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247