Com arbitragem polêmica, Brasil e Suíça ficam no empate

Felipe Coutinho abrir o placar para o Brasil com um chutaço fora da área; após cobrança de escanteio, Zuber deu um empurrão no zagueiro brasileiro Miranda e cabeceou; o árbitro sofreu pressão para consultar o árbitro de vídeo, mas validou o gol

Felipe Coutinho abrir o placar para o Brasil com um chutaço fora da área; após cobrança de escanteio, Zuber deu um empurrão no zagueiro brasileiro Miranda e cabeceou; o árbitro sofreu pressão para consultar o árbitro de vídeo, mas validou o gol
Felipe Coutinho abrir o placar para o Brasil com um chutaço fora da área; após cobrança de escanteio, Zuber deu um empurrão no zagueiro brasileiro Miranda e cabeceou; o árbitro sofreu pressão para consultar o árbitro de vídeo, mas validou o gol (Foto: Leonardo Lucena)

247 - A Seleção Brasileira ficou no empata em 1x1 contra a Suíça neste domingo (17) pela Copa do Mundo na Rússia.

Felipe Coutinho abrir o placar para o Brasil com um chutaço fora da área. 

Após cobrança de escanteio, Zuber deu um empurrão no zagueiro brasileiro Miranda e cabeceou.

O árbitro sofreu pressão para consultar o árbitro de vídeo, mas validou o gol.

Leia abaixo da matéria da Reutes:

O Brasil tropeçou em uma estreia em Copa do Mundo pela primeira vez desde 1978 ao ficar em um empate por 1 x 1 com a Suíça, neste domingo, em um jogo marcado por reclamações dos brasileiros pela não revisão do árbitro de vídeo do lance que resultou no gol de empate dos suíços.

O Brasil não estreava sem vitória em um Mundial desde 1978, quando empatou por 1 x 1 com a Suécia.

Com o resultado o Brasil fica empatado com a Suíça em segundo no Grupo E do Mundial, ambos com 1 ponto e atrás da Sérvia, que somou 3 ao derrotar a Costa Rica por 1 x 0 mais cedo neste domingo. A seleção brasileira voltará a campo na sexta-feira, contra a Costa Rica, e encerra sua participação na primeira fase contra a Sérvia em 27 de junho.

Contra a Suíça, a seleção brasileira conseguiu impor seu jogo de posse de bola nos minutos iniciais da partida e aos poucos foi se aproximando de marcar o primeiro gol, que saiu aos 19 minutos por meio de Philippe Coutinho.

Do lado esquerdo do ataque, o meia do Barcelona acertou sua batida de curva característica com a parte interna do pé direito, e a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Depois do gol o Brasil ainda manteve maior presença ofensiva nos minutos seguintes, mas acabou cedendo terreno as suíços e foi para o intervalo sem ter o mesmo rendimento do início.

A volta do intervalo foi uma repetição do fim da primeira etapa, com os suíços melhores em campo e o Brasil sem criatividade para atacar. Após um erro de passe de Willian, Casemiro foi forçado a fazer uma falta dura para impedir contra-ataque e levou um cartão amarelo.

O empate da Suíça saiu aos 5 minutos, em cabeçada de Zuber após cobrança de escanteio.

O meia suíço subiu sozinho dentro da pequena área, e jogadores do Brasil reclamaram de um empurrão dele nas costas do zagueiro Miranda no lance. Neymar e outros pressionaram pela revisão da jogada pelo árbitro de vídeo, mas não houve revisão.

Somente após sofrer o empate o Brasil voltou a buscar o ataque com mais intensidade, e o técnico Tite fez duas mudanças na equipe, colocando Fernandinho e Renato Augusto nos lugares de Casemiro e Paulinho.

Aos 24 minutos Coutinho teve chance de fazer o segundo, após bola levantada por Neymar, mas o chute saiu para fora.

Três minutos depois o Brasil reclamou de pênalti sobre Gabriel Jesus, que foi derrubado após girar dentro da área, mas novamente o árbitro de vídeo não foi acionado.

Tite ainda colocou em campo Firmino para substituir Jesus na reta final da partida, e o jogador do Liverpool foi quem teve a melhor chance de marcar o gol da vitória, numa cabeçada que foi defendida com dificuldades pelo goleiro suíço.

Neymar e Miranda também tiveram chances nos minutos finais, em que o Brasil exerceu pressão, mas o placar permaneceu mesmo empatado.

Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247