Companhia descobre furto de água em municípios no Sertão

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) flagrou seis propriedades roubando água durante uma operação desencadeada em Piranhas e em Olho d'Água do Casado, no Sertão; a Casal informou que vai tentar identificar os responsáveis e notificá-los para responderem criminalmente pelo furto de água

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) flagrou seis propriedades roubando água durante uma operação desencadeada em Piranhas e em Olho d'Água do Casado, no Sertão; a Casal informou que vai tentar identificar os responsáveis e notificá-los para responderem criminalmente pelo furto de água
A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) flagrou seis propriedades roubando água durante uma operação desencadeada em Piranhas e em Olho d'Água do Casado, no Sertão; a Casal informou que vai tentar identificar os responsáveis e notificá-los para responderem criminalmente pelo furto de água (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) flagrou seis propriedades roubando água durante uma operação desencadeada nessa quinta-feira (16), em Piranhas e em Olho d'Água do Casado, no Sertão de Alagoas.

Em uma das chácaras, a fiscalização encontrou um registro de controle de água sem o hidrômetro. O proprietário foi localizado e apresentou as contas de água pagas, porém foi orientado a instalar o hidrômetro. 

Em outra propriedade, a mesma situação foi encontrada, mas, dessa vez, o proprietário não foi encontrado. 

Durante a fiscalização, um caminhão-pipa com placa de Sergipe foi parado. O motorista afirmou que havia abastecido em uma estação de tratamento da Casal, porém os técnicos não encontraram dados do veículo na relação de pipeiros autorizados a fazer o procedimento.

Em uma fazenda em Piranhas, um pasto verde em meio a seca chamou atenção da fiscalização para irregularidades. Na inspeção foram encontradas diversas ligações de água irregulares, que abasteciam um sistema de irrigação para criações gados e aves. Os técnicos identificaram o ponto de onde a água é retirada e, após um teste com um reagente, foi comprovada a suspeita de furto de água da tubulação da Casal. 

"Essas perfurações são intencionais e beneficiam alguém. Por outro lado, elas também prejudicam a população de cidades que ficam sem a água que foi desviada", disse o vice-presidente da Casal, Francisco Beltrão.

Em Olho d´Água do Casado, os técnicos identificaram uma ligação clandestina de água em um motel, onde foi constatada que a tubulação da nova adutora foi perfurada em frente ao local. O asfalto refeito indica o caminho do desvio da água.

A Casal informou que vai tentar identificar os responsáveis e notificá-los para responderem criminalmente pelo furto de água.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247