Compre o seu carro dos sonhos

Saiba quais são as 10 marcas com a melhor percepção entre os consumidores; Toyota lidera

Saiba quais são as 10 marcas com a melhor percepção entre os consumidores; Toyota lidera
Saiba quais são as 10 marcas com a melhor percepção entre os consumidores; Toyota lidera (Foto: Ana Pupulin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Infomoney - Toyota, Ford, Honda e Chevrolet continuam no topo da lista das marcas de carros com melhor percepção entre os consumidores, informou o relatório anual Car-Brand Perception Survey, divulgado peloConsumerReports.org. Na outra ponta, Land Rover, Maserati, Jaguar e Rolls-Royce estão entre as marcas piores avaliadas por seus clientes.

O estudo reflete a forma como os consumidores veem a marca, de acordo com requisitos como qualidade, segurança, desempenho, valor do carro, economia de combustível, design e tecnologia/inovação. Combinados os fatores, cada marca recebe uma pontuação total.

Vale destacar que as notas estão atreladas à imagem da marca para o consumidor e não à qualidade real dos veículos de cada empresa. "A palavra-chave é a 'percepção', influenciada pelo conhecido boca-a-boca, marketing e experiência pessoal", define o estudo.

A primeira colocada, Toyota, recebeu uma pontuação total de 145 - uma vantagem de 25 pontos sobre a segunda colocada, a Ford, que teve 120 pontos. A Honda, terceira colocada, perdeu 16 pontos neste ano, enquanto a Chevrolet, quarta, aumentou 13 pontos.

Porém, o maior destaque do relatório foi a Tesla Motors, que saltou de 47 pontos, em 2013, para 88 pontos neste ano, se posicionando no quinto lugar. "A Tesla teve um ano forte, com muito público e valorização das ações, assim como prêmios de revistas do segmento e bom desempenho no 'crash-test'", ponderou o estudo.

Confira abaixo as 10 marcas de carros com as melhores e piores percepções dos consumidores em 2014:

As marcas melhores avaliadas

Marcas                       Pontuação
Toyota                            145
Ford                                120
Honda                             109
Chevrolet                        105
Tesla Motors                    88
Subaru                             87
Mercedes-Benz                82
Volvo                                80
Cadillac                            78
BMW                                73

*Car-Brand Perception Survey

Freio no crédito

Fernanda Cruz, repórter da Agência Brasil - O saldo dos financiamentos de veículos no país no ano passado ficou em R$ 228,6 bilhões, queda de 5,6% na comparação com o ano anterior, quando o montante havia sido R$ 242,2 bilhões. É o segundo ano consecutivo de redução no saldo de financiamentos. Em 2011 o somatório das carteiras chegou a R$ 244,9 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (20) pela Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef).

De acordo com o presidente da entidade, Décio Carbonari, a redução em termos de valores se deve ao aumento das campanhas subsidiadas, que oferecem taxa zero, valor de entrada mais elevado e prazos mais curtos para o pagamento. "As promoções de taxa zero diminuem o valor médio dos financiamentos", disse.

Em termos de performance dos financiamentos, por sua vez, houve melhora, já que as vendas à vista caíram de 39% em 2012 para 37% no ano passado. Outro fator positivo para o setor é a manutenção da queda da inadimplência. Na modalidade Crédito Direto ao Consumidor (CDC) para pessoa física, em 2013, o índice foi 5,2%, redução de 1,2 ponto percentual na comparação com 2012, considerando a inadimplência por mais de 90 dias. "A inadimplência vem caindo há dois anos e segue essa tendência", destacou o presidente da Anef.

O acumulado de valores liberado para as modalidades de CDC e leasing somou R$ 117,5 bilhões, queda de 1% em relação a 2012. Entre os contratos firmados em 2013, a média de prazos para pagamentos foi 42 meses, sendo que os planos máximos oferecidos foram 60 meses. Em 2012, a média havia sido 43 meses.

Diante de um cenário de incógnita na economia, como definiu Carbonari, a projeção para este ano é que seja mantido o valor alcançado em 2013, de R$ 228,6 bilhões. O valor liberado também deve ser o mesmo em 2014, de R$ 117,5 bilhões. "Não começamos este ano com confiança, acreditando num crescimento expressivo", disse Carbonari.

A Anef representa 15 marcas dos segmentos de automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas.


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email