Comurg tira gratificações baixas e preserva marajás

Após denúncias de que empresa de limpeza urbana de Goiânia estaria cortando benefícios de pouco mais de R$ 100 para fazer caixa e pagar locação de caminhões, vereador Elias Vaz (PSB) constata que pelo menos cinco servidores receberam, em fevereiro, muito além do teto constitucional de R$ 19 mil; auxiliar operacional, Ormando Pires, ganhou R$ 57.706,64; um assistente e um professor de Educação Física receberam mais de R$ 35 mil cada

Após denúncias de que empresa de limpeza urbana de Goiânia estaria cortando benefícios de pouco mais de R$ 100 para fazer caixa e pagar locação de caminhões, vereador Elias Vaz (PSB) constata que pelo menos cinco servidores receberam, em fevereiro, muito além do teto constitucional de R$ 19 mil; auxiliar operacional, Ormando Pires, ganhou R$ 57.706,64; um assistente e um professor de Educação Física receberam mais de R$ 35 mil cada
Após denúncias de que empresa de limpeza urbana de Goiânia estaria cortando benefícios de pouco mais de R$ 100 para fazer caixa e pagar locação de caminhões, vereador Elias Vaz (PSB) constata que pelo menos cinco servidores receberam, em fevereiro, muito além do teto constitucional de R$ 19 mil; auxiliar operacional, Ormando Pires, ganhou R$ 57.706,64; um assistente e um professor de Educação Física receberam mais de R$ 35 mil cada (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ O vereador Elias Vaz (PSB) recebeu denúncias de servidores da Comurg que tiveram gratificações cortadas nos últimos dias. Segundo as informações, a diretoria da Companhia teria dito que o corte das FCs, funções de confiança, seria necessário para pagar o contrato de locação dos caminhões que realizam a coleta. “O problema é que muitos desses funcionários tem gratificações de pouco mais de 100 reais. A Comurg resolve atingir esses trabalhadores que ganham pouco e não os que conseguem penduricalhos que fazem o salário multiplicar”, destaca Elias Vaz.

O vereador identificou na folha de pagamento de fevereiro disponibilizada pelo Portal da Transparência da prefeitura muitos servidores que continuam recebendo altos salários. Pelo menos cinco receberam no mês passado acima do teto, o salário do prefeito, de cerca de R$ 19 mil. Todos trabalham na Comurg. É o caso do auxiliar operacional Ormando José Pires Júnior, com salário base de R$1.902,70, gratificação incorporada de R$2.236,90, quinquênio de R$8.473,82, férias de R$28.242,20 e outros proventos no total de R$16.852.03, totalizando R$57.706,64, valor bruto. Mesmo o funcionário tendo recebido férias, Elias Vaz faz um questionamento. “Que mágica ele conseguiu fazer para saltar de um salário de menos de 2 mil reais para quase 58 mil? São esses casos que fazem a folha inchar e não gratificações de 100 reais”.

O assessor administrativo Donizete Lima de Mesquita recebeu salário bruto de R$39.365 reais, somando ao vencimento básico de R$2.319,67 gratificação incorporada, quinquênio, outros proventos e férias. Outro caso que chama a atenção é o do professor de educação física à disposição da Comurg, João Afonso Berquó Filho, que ganhou em fevereiro mais de R$35 mil, somando gratificação, quinquênio e outros proventos (de mais de R$15 mil). “O que não é possível entender é por que a prefeitura não toma uma atitude e não começa a apurar essa situação. Não defendo que direitos sejam suspensos, mas não podemos admitir que o problema continue enquanto os gastos do Município com pagamento estejam acima do limite estabelecido por lei”, ressalta Elias Vaz.

Além desses casos, o vereador defende que sejam investigados os casos de servidores que, apesar do corte para adequação ao teto salarial, continuam recebendo altos salários, próximos aos do prefeito. “O fato de a prefeitura ter baixado um decreto estipulando o teto não explica essa matemática que faz com que uma pessoa que ganha dois mil de salário base receba, no final das contas, 19 mil reais. Isso precisa ser apurado”.

Servidores que receberam altos salários em fevereiro segundo o Portal da Transparência da Prefeitura de Goiânia (fevereiro-2104)

ORMANDO JOSE PIRES JUNIOR - Auxiliar Operacional

Vencimento Básico = R$ 1.902,70

Gratificação incorporada = R$ 2.236,90

Quinquênio =  R$ 8.473,82

Outros Proventos = R$ 16.852,03

Férias = 28.242,20

Total = 57.706,64

 

DONIZETE LIMA DE MESQUITA – Assessor Administrativo

Vencimento Básico = R$ 2.319,67

Gratificação incorporada = R$ 2.236,29

Quinquênio =  R$ 7.518,01

Outros Proventos =  R$ 3.164,16

Férias = R$ 24.127,01

Total =  R$ 39.365,14

 

JOAO AFONSO BERQUO FILHO – Professor de Educação Física

Vencimento Básico = R$ 2.662,81

Gratificação incorporada = R$ 2.236,29

Quinquênio =  R$ 15,026,02

Outros Proventos =  R$ 15.533,13

Total = R$ 35.458,25

 

UBALDINA GUIMARAES CARDOSO TRINDADE- Assistente Administrativo

Vencimento Básico = R$ 1.902,70

Gratificação incorporada = R$ 5.580,80;

Outros Proventos = R$ 6.976,01

Férias =  R$ 20.934,14

Total =   R$ 35.393,65

 

ANIVALDO DA SILVA REIS – Assessor Administrativo

Vencimento Básico = R$ 2.319,67

Gratificação incorporada = R$ 5.580,80

Quinquênio =  R$  7.727,67

Outros Proventos = R$ 12.954,94

Total =  R$  28.583,08

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email