Confira os deputados goianos cúmplices da corrupção

Na bancada de Goiás, 12 dos 17 deputados federais votaram a favor do arquivamento da denúncia contra Michel Temer; foram eles: Célio Silveira (PSDB), Giuseppe Vecci (PSDB), Daniel Vilela (PMDB), Pedro Chaves (PMDB), Alexandre Baldy (Pode), Heuler Cruvinel (PSD), Jovair Arantes (PTB), Lucas Vergílio (SD), João Campos (PRB), Magda Mofatto (PR), Roberto Balestra (PP) e Thiago Peixoto (PSD)

Na bancada de Goiás, 12 dos 17 deputados federais votaram a favor do arquivamento da denúncia contra Michel Temer; foram eles: Célio Silveira (PSDB), Giuseppe Vecci (PSDB), Daniel Vilela (PMDB), Pedro Chaves (PMDB), Alexandre Baldy (Pode), Heuler Cruvinel (PSD), Jovair Arantes (PTB), Lucas Vergílio (SD), João Campos (PRB), Magda Mofatto (PR), Roberto Balestra (PP) e Thiago Peixoto (PSD)
Na bancada de Goiás, 12 dos 17 deputados federais votaram a favor do arquivamento da denúncia contra Michel Temer; foram eles: Célio Silveira (PSDB), Giuseppe Vecci (PSDB), Daniel Vilela (PMDB), Pedro Chaves (PMDB), Alexandre Baldy (Pode), Heuler Cruvinel (PSD), Jovair Arantes (PTB), Lucas Vergílio (SD), João Campos (PRB), Magda Mofatto (PR), Roberto Balestra (PP) e Thiago Peixoto (PSD) (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A Redação - Nesta quarta-feira (2/8), 12 dos 17 deputados federais goianos votaram contra a aceitação pela Câmara dos Deputados da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar o presidente Michel Temer (PMDB). Foram eles: Alexandre Baldy (Pode), Célio Silveira (PSDB), Daniel Vilela (PMDB), Giuseppe Vecci (PSDB), Heuler Cruvinel (PSD), João Campos (PRB), Jovair Arantes (PTB), Lucas Vergílio (SD), Magda Mofatto (PR), Pedro Chaves (PMDB), Roberto Balestra (PP) e Thiago Peixoto (PSD). 

Apenas quatro votaram a favor da denúncia: Fábio Souza (PSDB), Rubens Otoni (PT), Flávia Moraes (PDT) e Marcos Abrão (PPS). O deputado delegado Waldir esteve ausente. Além dos votos "SIM", as abestenções e ausências contam a favor do governo. 

Confira como cada um votou

A favor do arquivamento da denuncia:

Daniel Vilela (PMDB) - "Acreditando que o Brasil está saindo de uma das suas mais graves crises da história e entendendo que o presidente Michel Temer terá a oportunidade de provar sua inocência após a perda da imunidade presidencial, meu voto é sim".
 
Giuseppe Vecci (PSDB) - "Sim pela estabilidade do País, sim pelo crescimento da nossa economia. Eu voto sim pelo relatório".
 
Jovair Arantes (PTB) - "Eu quero render uma homanegam ao PSDB, através de seu relator, votando 'sim' nesse relatório, que é importante para o Brasil, para a economia e para a política nacional".
 
Magda Mofatto (PR) - "Pelo progresso e desenvolvimento do País e pela coragem do nosso presidente Temer em fazer as reformas necessárias para o País. Meu voto é sim".
 
Pedro Chaves (PMDB) - "Voto como relator da Comissão de Constituição e Justiça. Voto sim".
 
Thiago Peixoto (PSD) - "Voto sim com o relator".

João Campos (PRB) - "Goiás e o Brasil sabem que eu sou a favor de qualquer investigação, inclusive desta. Todavia em absoluto respeito à decisão partidária, eu voto sim".

Alexandre Baldy (Podemos) - "Eu voto sim pelo relatório".
 
Célio Silveira (PSDB) - "Para que o Brasil saia de sua pior crise da história, eu voto sim".
 
Heuler Cruvinel (PSD) - "Pela retomada do crescimento da economia, contra a esquerda comunista que quebrou esse País, meu voto é sim".
 
Lucas Vergílio (SD) - "Pelo desenvolvimento do nosso País, pela estabilidade política. Serei o responsável com o meu País. Voto para que o presidente Temer seja investigado ao fim de seu mandato. Voto sim".
 
Roberto Balestra (PP) - " Sou de Inhumas, então voto por Inhumas, pelo meu Estado de Goiás e pelo Brasil. Eu voto sim"

Contra o arquivamento da denuncia:

Fábio Souza (PSDB) - "Rendendo inclusive uma homenagem ao deputado Eduardo Barbosa, que não pode estar presente devido ao falecimento de sua esposa, meu voto é não".
 
Flávia Morais (PDT) - "O povo brasileiro merece ver essa denúncia investigada e esclarecida e, por isso, somos a favor da investigação. Meu voto é não".
 
Rubens Otoni (PT) - "Em defesa da democracia, contra a retirada de direitos do povo mais simples, humilde e trabalhador. Pela garantia da continuidade das investigações, eu voto não"
 
Marcos Abrão (PPS) - "Eu voto Não".
 
Ausente:
Delegado Waldir (PR)  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247