Construção em alta

Vendas de imóveis na cidade de São Paulo aumentam 46% no primeiro semestre

Vendas de imóveis na cidade de São Paulo aumentam 46% no primeiro semestre
Vendas de imóveis na cidade de São Paulo aumentam 46% no primeiro semestre (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Flávia Albuquerque
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – As vendas de imóveis na cidade de São Paulo passaram de 11.981 unidades no primeiro semestre do ano passado para 17,5 mil nos primeiros seis meses de 2013, um crescimento de 46%. Em valores, o volume somou R$ 10,6 bilhões no primeiro semestre, 63% a mais do que em igual período do ano passado, quando o montante chegou a R$ 6,5 bilhões. Os dados foram divulgadosna capital paulista, pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).

Segundo o balanço, o destaque foi para o aumento de 330% nas vendas de imóveis de um dormitório. O total passou de 964 unidades de janeiro a julho de 2012 para 4.147 em igual período deste ano. Com isso, as unidades de um dormitório representam aumento de 23% nas vendas acumuladas em 2013 contra 8% em 2012.

Entretanto, os imóveis de dois dormitórios continuam sendo os mais vendidos, com 44% do total, chegando a 7.753 unidades no primeiro semestre.

Os lançamentos aumentaram 51%, com 13.983 unidades novas ante as 9.224 registradas no primeiro semestre do ano passado. O segmento de dois dormitórios liderou, com 5.732 unidades, 41% a mais do que nos seis primeiros meses do ano passado. Já o segmento de um dormitório teve elevação de 377% nos lançamentos, passando de 747 unidades no primeiro semestre de 2012 para 3.565 no mesmo período de 2013.

O balanço mostra também que o volume de crédito imobiliário concedido por meio do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) somou R$ 49,6 bilhões, 34% a mais do que valor de janeiro a junho de 2012, quando o crédito chegou a R$ 37 bilhões. Esse montante representou 244,7 unidades financiadas no primeiro semestre contra as 214,3 contratadas em igual período do ano passado, correspondendo a uma alta de 14%.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email