Construtora Celi aparece na lista da Zelotes

A construtora Celi, de propriedade do empresário Luciano Barreto, aparece na lista de empresas com processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) investigados sob suspeita de terem sido manipulados; o esquema é alvo da Operação Zelotes, da Polícia Federal; os investigadores apuram indícios de irregularidades em 74 processos; os processos da Celi investigados pela PF envolvem contratos de R$ 2,35 milhões; a construtora nega irregularidades e diz que "nunca teve contato nenhum ou deu dinheiro aos conselheiros do Carf e sequer conhece os funcionários que julgavam os processos da empresa"

www.brasil247.com - A construtora Celi, de propriedade do empresário Luciano Barreto, aparece na lista de empresas com processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) investigados sob suspeita de terem sido manipulados; o esquema é alvo da Operação Zelotes, da Polícia Federal; os investigadores apuram indícios de irregularidades em 74 processos; os processos da Celi investigados pela PF envolvem contratos de R$ 2,35 milhões; a construtora nega irregularidades e diz que "nunca teve contato nenhum ou deu dinheiro aos conselheiros do Carf e sequer conhece os funcionários que julgavam os processos da empresa"
A construtora Celi, de propriedade do empresário Luciano Barreto, aparece na lista de empresas com processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) investigados sob suspeita de terem sido manipulados; o esquema é alvo da Operação Zelotes, da Polícia Federal; os investigadores apuram indícios de irregularidades em 74 processos; os processos da Celi investigados pela PF envolvem contratos de R$ 2,35 milhões; a construtora nega irregularidades e diz que "nunca teve contato nenhum ou deu dinheiro aos conselheiros do Carf e sequer conhece os funcionários que julgavam os processos da empresa" (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A construtora Celi, de Sergipe, aparece na lista de empresas com processos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) investigados sob suspeita de terem sido manipulados. O esquema é alvo da Operação Zelotes, da Polícia Federal. Os investigadores apuram indícios de irregularidades em 74 processos. Os processos da Celi investigados pela PF envolvem contratos de R$ 2,35 milhões.

A Operação Zelotes investiga uma rede de pagamento de propina a conselheiros do Carf, tribunal de recurso para contribuintes quando não há mais espaço para discutir multas aplicadas com a Receita Federal. Segundo a PF, há indícios de que empresas subornaram integrantes do conselho para terem suas multas reduzidas ou mesmo anuladas. De acordo com a PF, foram identificados até o momento prejuízos de aproximadamente R$ 6 bilhões ao erário. O montante equivale a três vezes o valor desviado no esquema da Petrobras descoberto na Operação Lava Jato e divulgado pelo Ministério Público Federal em janeiro (R$ 2,1 bilhões).

Em resposta enviada ao jornal Folha de S. Paulo, a construtora diz que "nunca teve contato nenhum ou deu dinheiro aos conselheiros do Carf e sequer conhece os funcionários que julgavam os processos da empresa". A Celi afirmou ainda "que os casos em questão são de mais de dez anos atrás, que já ganhou e perdeu processos no Carf, que há outros pendentes e que só recorre ao órgão quando entende que tem razão". A empresa afirma que sempre procura "manter tudo regular".

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email