Contra Campos, Lula vai morar em Pernambuco

Pernambuco deverá ter a primazia da atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante o pleito de 2014; de acordo com o Blog do Camarotti, Lula teria afirmado que deverá “viver” em Pernambuco nos próximos meses; “No próximo ano, vou morar em Pernambuco, e só vou sair depois que ganhar a eleição”, teria dito o petista; Pernambuco é considerado como o reduto eleitoral do governador Pernambucano Eduardo Campos (PSB), que deverá se candidatar à Presidência nas próximas eleições enfrentando a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição

Pernambuco deverá ter a primazia da atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante o pleito de 2014; de acordo com o Blog do Camarotti, Lula teria afirmado que deverá “viver” em Pernambuco nos próximos meses; “No próximo ano, vou morar em Pernambuco, e só vou sair depois que ganhar a eleição”, teria dito o petista; Pernambuco é considerado como o reduto eleitoral do governador Pernambucano Eduardo Campos (PSB), que deverá se candidatar à Presidência nas próximas eleições enfrentando a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição
Pernambuco deverá ter a primazia da atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante o pleito de 2014; de acordo com o Blog do Camarotti, Lula teria afirmado que deverá “viver” em Pernambuco nos próximos meses; “No próximo ano, vou morar em Pernambuco, e só vou sair depois que ganhar a eleição”, teria dito o petista; Pernambuco é considerado como o reduto eleitoral do governador Pernambucano Eduardo Campos (PSB), que deverá se candidatar à Presidência nas próximas eleições enfrentando a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Pernambuco deverá ter a primazia da atenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante o pleito de 2014. De acordo com o Blog do Camarotti, em conversa com o também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Lula teria afirmado que deve “viver” em Pernambuco no próximo ano. “No próximo ano, vou morar em Pernambuco e só vou sair depois que ganhar a eleição”, teria dito o petista, durante a viagem realizada pelos últimos presidentes do Brasil por ocasião do enterro do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela. Pernambuco é considerado como o reduto eleitoral do governador Pernambucano Eduardo Campos (PSB), que deverá se candidatar à Presidência nas próximas eleições.

Em conversa privada com membros do Partido dos Trabalhadores, Lula também teria afirmado que pretende contra-atacar a campanha de Campos no Estado onde o socialista é mais forte. “Se eu for para o enfrentamento pesado em Pernambuco, vou obrigar Eduardo a perder mais tempo do que ele pensava para fazer campanha no Estado”, teria declarado o ex-presidente. De acordo com Lula, a melhor maneira de minar a campanha nacional realizada por Campos é fortalecer ao máximo a presença do PT em Pernambuco e tentar dificultar a atuação do PSB no Estado.

Para Lula, a candidatura de Campos à presidência ainda é um mistério. “Pode não dar em muita coisa, mas pode ser também o principal adversário de Dilma [presidente Dilma Rousseff (PT), que deverá se candidatar à reeleição]”, afirmou o petista. Além da presença de Lula, que promete se tornar uma constante em Pernambuco, o PT também deverá investir em um palanque estadual forte – ou com uma candidatura própria, através do nome do deputado federal João Paulo (PT-PE) – ou com apoio à candidatura do senador Armando Monteiro (PTB). De qualquer maneira, as diretrizes do PT são claras: minar, ao máximo, a candidatura nacional de Campos. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247