Corpo de criança encontrado no lixo pode ser de Débora Lohany

O corpo de uma criança, encontrado no início da manhã de hoje, dentro de uma caixa de papelão, em meio ao lixo na avenida Pontes Vieira, pode ser o da menina Debora Lohany. O corpo está em avançado estado de decomposição e não pode ser identificado, mas aparentemente é de uma criança por volta de 4 anos. Ao lado do corpo foram encontrados também as vestimentas e a chinela da criança. Segundo a delegada Ivana Timbó, titular da Dececa, a mãe de Débora, Daniele de Oliveira Santos reconheceu o calçado usado pela garota

O corpo de uma criança, encontrado no início da manhã de hoje, dentro de uma caixa de papelão, em meio ao lixo na avenida Pontes Vieira, pode ser o da menina Debora Lohany. O corpo está em avançado estado de decomposição e não pode ser identificado, mas aparentemente é de uma criança por volta de 4 anos. Ao lado do corpo foram encontrados também as vestimentas e a chinela da criança. Segundo a delegada Ivana Timbó, titular da Dececa, a mãe de Débora, Daniele de Oliveira Santos reconheceu o calçado usado pela garota
O corpo de uma criança, encontrado no início da manhã de hoje, dentro de uma caixa de papelão, em meio ao lixo na avenida Pontes Vieira, pode ser o da menina Debora Lohany. O corpo está em avançado estado de decomposição e não pode ser identificado, mas aparentemente é de uma criança por volta de 4 anos. Ao lado do corpo foram encontrados também as vestimentas e a chinela da criança. Segundo a delegada Ivana Timbó, titular da Dececa, a mãe de Débora, Daniele de Oliveira Santos reconheceu o calçado usado pela garota (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - O corpo de uma criança, encontrado no início da manhã de hoje, dentro de uma caixa de papelão, em meio ao lixo na avenida Pontes Vieira, próximo à Via Expressa, pode ser o da menina Débora Lohany. O corpo está em avançado estado de decomposição e não pode ser identificado, mas aparentemente é de uma criança por volta de 4 anos.

A Perícia esteve no local e recolheu as roupas e os chinelos que estavam ao lado corpo para que a família de Débora possa identificar se pertenciam à menina. Segundo a delegada Ivana Timbó, que é titular da Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) e acompanha o caso, a mãe de Débora, Daniele de Oliveira Santos não tem dúvidas que se trata do calçado usado pela garota, que está desaparecida desde a noite do último dia 27 de março. “A mãe é categórica com relação à chinela que a menina usava. Até o número é o mesmo. Ela está convicta, mas ainda estamos aguardando para visualizar as vestimentas e o corpo”, afirmou a delegada. 

Mais cedo, o delegado da  Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Levy Louzada, considerou que seria prematuro dizer que o corpo encontrado no local seria o de Débora. A polícia vai esperar o exame de DNA para confirmar que o corpo encontrado é o da menina.

A menina Débora Lohany desapareceu nas proximidades de sua casa, na Rua Alecrim, no bairro Aerolândia, por volta de 20 horas da última segunda-feira (27). 

(Com informações do jornal O POVO)

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247