Corregedoria apura horário de delegacias

A Corregedoria-Geral da Polícia Civil de Alagoas iniciou uma investigação para apurar as irregularidades no horário de funcionamento das delegacias. O não cumprimento do horário teria sido constatado por membros do Conselho Estadual de Segurança (Conseg).

Corregedoria apura horário de delegacias
Corregedoria apura horário de delegacias
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - A Corregedoria-Geral da Polícia Civil abriu procedimento investigativo para apurar as irregularidades constatadas pelo presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), juiz Maurício Brêda, durante visita ao 2º Distrito Policial da Capital.

De acordo com o corregedor-geral da Polícia Civil, delegado Osvaldo Nunes, existe uma portaria em vigor que estabelece o funcionamento das delegacias no horário das 8h às 18h, diferente do que foi constatado pelo presidente do Conseg. 

Em despacho publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (30), o corregedor-geral considera ainda que é um absurdo que o cidadão não possa fazer o Boletim de Ocorrência na delegacia do bairro em que mora. 

Ele destaca a falta de efetivo e a relata que, há alguns meses, delegados, escrivães e agentes/chefe de operações das delegacias da capital não respondem mais aos plantões na Central de Flagrantes, estando sempre de folga aos sábados, domingos, feriados e pontos facultativos. 

As investigações serão conduzidas pelo delegado Mário Jorge Marinho. A depender do decorrer dos trabalhos, o procedimento pode se tornar uma sindicância administrativa punitiva ou um processo administrativo disciplinar.

Com gazetaweb.com

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247