Correia critica tucanos: Aécio é Anastasia, Anastasia é Aécio

Deputado estadual Rogério Correia (PT) criticou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que vai tentar uma vaga na Câmara e terá menos chances de prejudicar a candidatura do seu correligionário Antonio Anastasia ao governo de Minas; "Não vamos nos cansar de lembrar, pois o momento exige: Aécio é Anastasia, Anastasia é Aécio! Escondidinho ou não..."

Correia critica tucanos: Aécio é Anastasia, Anastasia é Aécio
Correia critica tucanos: Aécio é Anastasia, Anastasia é Aécio (Foto: Dir.: Fabio Pozzebom - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - O deputado estadual Rogério Correia (PT) criticou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que desistiu de disputar a reeleição e vai tentar uma vaga na Câmara dos Deputados. Como consequência, o parlamentar tucano, com perda de credibilidade dentro da sua própria legenda, tem menos chances de prejudicar a candidatura do seu correligionário Antonio Anastasia ao governo de Minas Gerais.

"Aécio escondidinho, mas a gente acha. Não vamos nos cansar de lembrar, pois o momento exige: Aécio é Anastasia, Anastasia é Aécio! Escondidinho ou não...", escreveu Correia em sua conta no Facebook.

Aécio começou a se desgastar politicamente no ano passado, após vir à tona as gravações da JBS, em que o tucano pede propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista. O tucano tratou a propina como venda de apartamento. "Foi proposta, em primeiro lugar, a venda ao executivo de um apartamento de propriedade da família", disse.

Além de ser citado em várias delações no âmbito da Operação Lava Jato, o congressista também sugeriu escolher delegados da Polícia Federal para estancar a Operação Lava Jato, na conversa com o empresário Joesley Batista, da JBS. O tucano também chama o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, de "bosta do caralho" (veja aqui).

O força política de Aécio já vinha sendo colocada em xeque em 2014, quando perdeu para Dilma Rousseff no próprio reduto eleitoral do tucano (Minas) nos dois turnos da eleição presidencial.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247