Correia: “Senado protegeu Aécio, o corrupto, para ajudar a salvar Temer”

O deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que a crise entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o STF "é responsabilidade do Senado golpista que não o cassou por pedir e receber propina"; "Protegeu o corrupto para que ajudasse a salvar Temer", disse; de acordo com o parlamentar, "não podemos aliar com estes senadores e criticar esta decisão da Justiça"; o petista afirmou que, "se o Senado não agiu como deveria, a Justiça precisa ser feita"    

O deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que a crise entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o STF "é responsabilidade do Senado golpista que não o cassou por pedir e receber propina"; "Protegeu o corrupto para que ajudasse a salvar Temer", disse; de acordo com o parlamentar, "não podemos aliar com estes senadores e criticar esta decisão da Justiça"; o petista afirmou que, "se o Senado não agiu como deveria, a Justiça precisa ser feita"
 
 
O deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que a crise entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o STF "é responsabilidade do Senado golpista que não o cassou por pedir e receber propina"; "Protegeu o corrupto para que ajudasse a salvar Temer", disse; de acordo com o parlamentar, "não podemos aliar com estes senadores e criticar esta decisão da Justiça"; o petista afirmou que, "se o Senado não agiu como deveria, a Justiça precisa ser feita"     (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que a crise entre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o Supremo Tribunal Federal (STF) "é responsabilidade do Senado golpista que não o cassou por pedir e receber propina". "Protegeu o corrupto para que ajudasse a salvar Temer", disse o tucano. 

De acordo com o parlamentar, "não podemos aliar com estes senadores e criticar esta decisão da Justiça". O petista afirmou que, "se o Senado não agiu como deveria, a Justiça precisa ser feita".

"Temos de exigir que o Conselho de Ética resolva a crise pautando com urgência e retirando seu mandato por falta de decoro", continuou. "Ao mesmo tempo denunciar o caráter de perseguição e partidarismo tucano da Lava Jato em relação a Lula e ao PT e a falta de controle externo, que cria Deuses ao invés de julgadores", acrescentou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247