Correia: turma ligada a Aécio espalha “fake news” sobre a gasolina

Deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que "a política da Petrobras, a partir do governo de Temer e Aécio, é dar todo o poder aos investidores, sobretudo estrangeiros"; segundo petista, "soa como piada de mau gosto a fake news que a turma ligada a Aécio Neves está tentando espalhar em Minas Gerais. Querem que os mineiros acreditem que os reajustes se deveriam ao aumento do ICMS sobre combustíveis no Estado. E o ICMS representa apenas 29% do preço da gasolina"

Deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que "a política da Petrobras, a partir do governo de Temer e Aécio, é dar todo o poder aos investidores, sobretudo estrangeiros"; segundo petista, "soa como piada de mau gosto a fake news que a turma ligada a Aécio Neves está tentando espalhar em Minas Gerais. Querem que os mineiros acreditem que os reajustes se deveriam ao aumento do ICMS sobre combustíveis no Estado. E o ICMS representa apenas 29% do preço da gasolina"
Deputado estadual Rogério Correia (PT) afirmou que "a política da Petrobras, a partir do governo de Temer e Aécio, é dar todo o poder aos investidores, sobretudo estrangeiros"; segundo petista, "soa como piada de mau gosto a fake news que a turma ligada a Aécio Neves está tentando espalhar em Minas Gerais. Querem que os mineiros acreditem que os reajustes se deveriam ao aumento do ICMS sobre combustíveis no Estado. E o ICMS representa apenas 29% do preço da gasolina" (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - Ao comentar sobre o reajuste na gasolina, o deputado estadual Rogério Correia (PT) criticou o governo Michel Temer e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) - a Petrobras aumentou em 0,5% os preços da gasolina nas refinarias pela terceira vez consecutiva na terça-feira (6).

"A política da Petrobras, a partir do governo de Temer e Aécio, é dar todo o poder aos investidores, sobretudo estrangeiros. Quem paga o preço, claro, é o consumidor. Em todo o Brasil a Petrobras autorizou aumento no preço dos combustíveis três vezes apenas neste mês de fevereiro. Desde agosto de 2016, a partir do golpe contra Dilma, a gasolina subiu 50 centavos em apenas 16 meses. São 13,35% de reajuste, o que dá R$ 25 a mais para 50 litros de gasolina", escreveu o parlamentar no Facebook.

"É por isso que soa como piada de mau gosto a fake news que a turma ligada a Aécio Neves está tentando espalhar em Minas Gerais. Querem que os mineiros acreditem que os reajustes se deveriam ao aumento do ICMS sobre combustíveis no Estado. E o ICMS representa apenas 29% do preço da gasolina. O aumento ocorrido em Minas, portanto (a alíquota subiu de 29% para 31%) representa apenas 8 centavos no preço do combustível. Isso num período de três anos, desde a posse de Fernando Pimentel no governo estadual", acrescentou.

De acordo com o petista, "a fake news/piada espalhada principalmente pelo whatsapp quer que você acredite que 8 centavos em três anos (2 centavos e meio por ano) é mais do que 50 centavos em 16 meses!". "A gasolina e o gás de cozinha sobem tanto por conta da política empreendida por Pedro Parente na Petrobras, que dá todo o poder para os lucros dos investidores estrangeiros. O consumidor que pague a conta, devem pensar Temer e Aécio. Aí precisam apelar para a politicagem na forma de fake news na internet...".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247