CPI da Petrobras: "Muitos da base estão assinando"

Ao negar o movimento supostamente capitaneado pelo PMDB, o vice-líder da legenda na Câmara, deputado Lúcio Vieira Lima, afirmou ao 247 que deputados de todos os partidos da base de sustentação ao governo têm assinado o requerimento; "talvez pelo fato de o partido ser o maior da base, tem deputado dizendo que é o PMDB que está instalando a CPI para conseguir os votos com facilidade. Se é questão de tempo eu não sei, agora eu garanto que não há empenho do PMDB como partido para instalar a CPI"

CPI da Petrobras: "Muitos da base estão assinando"
CPI da Petrobras: "Muitos da base estão assinando"
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Romulo Faro - Bahia 247

O vice-líder do PMDB na Câmara, deputado Lúcio Vieira Lima afirmou há pouco ao Bahia 247 que são inverossímeis as informações de que o partido estaria capitaneando movimento de coleta de assinaturas entre os parlamentares para instalar a CPI da Petrobras.

Nota de Lauro Jardim, da Veja, disse hoje que instalação da comissão parlamentar de inquérito para instalar a estatal é só questão de tempo e que o Planalto tem conhecimento do empenho do partido do vice-presidente Michel Temer.

Ao negar o movimento supostamente capitaneado pelo PMDB, Lúcio afirma que deputados de todos os partidos da base de sustentação ao governo da presidente Dilma Rousseff têm assinado o requerimento. "Talvez pelo fato de o partido ser o maior da base, tem deputado dizendo que é o PMDB que está instalando a CPI para conseguir os votos com facilidade".

"Se é questão de tempo eu não sei, agora eu garanto que não há empenho do PMDB como partido para instalar a CPI. O que existe é que um dos proponentes da CPI é o deputado Leonardo, do PMDB de Minas. Mas isso é normal. Tem deputados de todos os partidos da base que estão assinando o requerimento para instalar a comissão".

Lúcio afirmou que já foi convidado a assinar o requerimento no plenário da Casa, mas garante que só o fará se for convencido da necessidade de investigar a Petrobras. "Eu disse ao assessor que me pediu assinatura que só assino quando me apresentarem a exposição de motivos. Se me apresentarem e me convencerem, eu assino".

Apesar de não demonstrar ânsia pela investigação parlamentar da Petrobras, Lúcio Vieira Lima menciona que uma das principais razões do pedido da CPI é o prejuízo bilionário causado pela compra de uma refinaria em Pasadena, nos EUA, na gestão do conterrâneo ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli.

Atual secretário de Planejamento do Estado, Gabrielli, apesar de já ser considerado carta fora do baralho pelos próprios petistas, ainda é cogitado para disputar a sucessão de Jaques Wagner pelo PT em 2014, muito provavelmente contra chapa de oposição encabeçada pelo vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel Vieira Lima, do PMDB.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247