CPI ouve Marconi em 12 de junho e Agnelo no dia 13

Segundo o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo, as datas já foram acertadas com os governadores de Goiás e do DF; convocações foram aprovadas nesta quarta-feira

CPI ouve Marconi em 12 de junho e Agnelo no dia 13
CPI ouve Marconi em 12 de junho e Agnelo no dia 13 (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira marcou para o dia 12 de junho o depoimento do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e para o dia 13 o do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT). De acordo com o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), as datas já foram acertadas com os dois depoentes.

As convocações dos governadores foram aprovadas nesta quarta-feira 30 pela CPMI, que rejeitou a convocação do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB). Perillo foi convocado com decisão unânime. Ontem, ele já havia informado à CPMI que gostaria de prestar depoimento.

Já a convocação de Agnelo foi aprovada por 16 votos favoráveis e 12 votos contrários. Em relação ao pedido de convocação de Cabral, 17 parlamentares foram contra e 11 a favor do seu comparecimento à CPMI.

Perillo e Agnelo terão que prestar esclarecimentos sobre a ligação com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, ou com a Delta Construção, empresa suspeita de fazer parte de esquema criminoso investigado pela Polícia Federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247