CPI quer ouvir "musa" da Operação Miqueias

CPI do Igeprev apresentou nesta terça-feira, 25, requerimento convocando a modelo e agente de investimentos Luciane Hoepers; presa pela Polícia Federal na Operação Miqueias, a modelo era uma das "Pastinhas" da quadrilha do doleiro Fayed Traboulsi; utilizava a beleza para convencer prefeitos e políticos influentes a investirem recursos de fundos de pensões em títulos podres; em ligação grampeada pela PF em abril de 2013, ela relata que esteve no Tocantins e que ia para o Mato Grosso do Sul; deputados Stálin Bucar (SD) e Sargento Aragão (Pros) querem ouvir também auditores do Ministério da Previdência Social sobre a investigação do órgão nos investimentos do Igeprev

CPI do Igeprev apresentou nesta terça-feira, 25, requerimento convocando a modelo e agente de investimentos Luciane Hoepers; presa pela Polícia Federal na Operação Miqueias, a modelo era uma das "Pastinhas" da quadrilha do doleiro Fayed Traboulsi; utilizava a beleza para convencer prefeitos e políticos influentes a investirem recursos de fundos de pensões em títulos podres; em ligação grampeada pela PF em abril de 2013, ela relata que esteve no Tocantins e que ia para o Mato Grosso do Sul; deputados Stálin Bucar (SD) e Sargento Aragão (Pros) querem ouvir também auditores do Ministério da Previdência Social sobre a investigação do órgão nos investimentos do Igeprev
CPI do Igeprev apresentou nesta terça-feira, 25, requerimento convocando a modelo e agente de investimentos Luciane Hoepers; presa pela Polícia Federal na Operação Miqueias, a modelo era uma das "Pastinhas" da quadrilha do doleiro Fayed Traboulsi; utilizava a beleza para convencer prefeitos e políticos influentes a investirem recursos de fundos de pensões em títulos podres; em ligação grampeada pela PF em abril de 2013, ela relata que esteve no Tocantins e que ia para o Mato Grosso do Sul; deputados Stálin Bucar (SD) e Sargento Aragão (Pros) querem ouvir também auditores do Ministério da Previdência Social sobre a investigação do órgão nos investimentos do Igeprev (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - A CPI do Igeprev apresentou nesta terça-feira, 25, requerimentos convocando diversos personagens a restarem esclarecimentos sobre suspeitas de ilegalidades nas aplicações do Instituto de Previdência do Estado.

Entre os requerimentos apresentados está o pedido de convocação da modelo e agente de investimentos Luciane Lauzimar Hoepers, 33 anos.

Segundo as investigações da Operação Miqueias, deflagrada pela Polícia Federal em setembro de 2013, Luciane foi presa por sua ligação com o doleiro Fayed Antoine Traboulsi, um dos líderes da quadrilha especializada em desviar recursos de fundos de pensão de Estados e municípios.  

Luciane era uma "Pastinha", utilizada pelos integrantes do esquema para seduzir e convencer políticos influentes a participarem dos trâmites. Em 30 de abril de 2013, em telefonema com Alline Teixeira Olivier, outra integrante da associação criminosa, ela relata que esteve no Tocantins e que ia para o Mato Grosso do Sul.

Além de Luciane Hoepers, os membros da CPI do Igeprev querem ouvir o coordenador-geral de auditoria Alex Alberto Rodrigues e o auditor Wanderlei Bergani, ambos servidores do Ministério da Previdência Social (MPS), sobre investigação referente às denúncias no instituto tocantinense.

Na semana anterior foram convocadas e convidadas a depor a ex-contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Poza, e a delegada da Superintendência da Polícia Federal de Brasília, Andréia Pinho Albuquerque. As datas para o comparecimento das duas ainda não foram definidas.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247