Crise financeira deixa prefeito de Goiânia a pé

Entre os veículos recolhidos pela empresa Ita, que tentar receber da prefeitura R$ 40 milhões referentes a 11 meses de aluguel, está o sedan utilizado por Paulo Garcia (PT); episódio reflete descontrole financeiro do Paço Municipal, cuja dívida chega a R$ 334 milhões; na frota de 500 veículos, além do carro oficial estão caminhões da coleta de lixo reciclável e da manutenção da iluminação pública; empresa demitiu 500 funcionários e não aceitou proposta de renegociação; para piorar, nesta quinta-feira (29) servidores fazem assembleia e há possibilidade de greve geral do funcionalismo

Entre os veículos recolhidos pela empresa Ita, que tentar receber da prefeitura R$ 40 milhões referentes a 11 meses de aluguel, está o sedan utilizado por Paulo Garcia (PT); episódio reflete descontrole financeiro do Paço Municipal, cuja dívida chega a R$ 334 milhões; na frota de 500 veículos, além do carro oficial estão caminhões da coleta de lixo reciclável e da manutenção da iluminação pública; empresa demitiu 500 funcionários e não aceitou proposta de renegociação; para piorar, nesta quinta-feira (29) servidores fazem assembleia e há possibilidade de greve geral do funcionalismo
Entre os veículos recolhidos pela empresa Ita, que tentar receber da prefeitura R$ 40 milhões referentes a 11 meses de aluguel, está o sedan utilizado por Paulo Garcia (PT); episódio reflete descontrole financeiro do Paço Municipal, cuja dívida chega a R$ 334 milhões; na frota de 500 veículos, além do carro oficial estão caminhões da coleta de lixo reciclável e da manutenção da iluminação pública; empresa demitiu 500 funcionários e não aceitou proposta de renegociação; para piorar, nesta quinta-feira (29) servidores fazem assembleia e há possibilidade de greve geral do funcionalismo (Foto: José Barbacena)

Goiás247 - A falta de pagamento da prefeitura de Goiânia para a empresa Ita, que fornece veículos ao Executivo municipal, provocou um fato curioso e ao mesmo tempo emblemático. A firma tenta receber cerca de R$ 40 milhões, e diante da crise financeira da Paço, retirou seu veículos de circulação. O resultado foi que o próprio prefeito Paulo Garcia (PT) ficou sem carro oficial, como mostra reportagem desta quinta-feira (29) do jornal O Popular.

A Ita tem aproximadamente 500 veículos locados para a prefeitura, entre carros de passeio, ônibus e caminhões da coleta do lixo reciclável e de manutenção da iluminação pública. Com o prejuízo financeiro, a empresa se viu obrigada a demitir 500 funcionários e agora tenta chegar a um acordo com a gestão de Paulo Garcia.

A primeira negociação não deu resultado. A empresa não aceitou a primeira proposta da prefeitura. Esta dívida coma  Ita é mais um reflexo do colapso financeiro do Paço. A administração de Paulo Garcia sofre com uma dívida de R$ 334 milhões e um déficit mensal de R$ 40 milhões.

E, para piorar, ainda precisa conviver com a revolta dos servidores.

Funcionários da Secretaria Municipal de Trânsito e da Guarda Civil estão em greve. E nesta quinta-feira pode ter início uma greve geral dos servidores, que reclamam o corte de benefícios salariais.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247