Daniel quer recriar secretaria da Indústria e Comércio

Candidato a governador, Daniel Vilela (MDB) defendeu no debate Diálogo com a Indústria, promovido nesta segunda-feira (13) pela Federação da Indústria do Estado de Goiás (FIEG), um governo que seja parceiro do setor produtivo e não um entrave para seu desenvolvimento; de acordo com Daniel, a burocracia e a ineficiência do estado prejudicam quem busca produzir e as constantes mudanças das regras no meio do jogo, quase sempre redundando em reajustes da carga tributária, afastam novos investimentos

Daniel quer recriar secretaria da Indústria e Comércio
Daniel quer recriar secretaria da Indústria e Comércio
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Candidato a governador, Daniel Vilela (MDB) defendeu no debate Diálogo com a Indústria, promovido nesta segunda-feira (13) pela Federação da Indústria do Estado de Goiás (FIEG), um governo que seja parceiro do setor produtivo e não um entrave para seu desenvolvimento.

De acordo com Daniel, a burocracia e a ineficiência do estado prejudicam quem busca produzir e as constantes mudanças das regras no meio do jogo, quase sempre redundando em reajustes da carga tributária, afastam novos investimentos.

"Precisamos mudar isto, estabelecendo uma política de diálogo permanente e segurança jurídica ao empresariado", sublinhou, completando que, para isso, um dos seus compromissos é a recriação da Secretaria Estadual de Indústria e Comércio.

"Vamos estreitar os laços com os empreendedores e fomentar em Goiás um ambiente saudável para os negócios, gerando emprego e renda".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247