Danilo Forte chama Cid Gomes de fascista

O deputado do PMDB chamou o ministro da Educação de fascista e afirmou ainda que não há outra saída que senão sua renúncia do Ministério. A declaração ocorreu após a Câmara aprovar a convocação de Cid para dar explicações sobre a afirmação dele de que no Parlamento brasileiro existem mais de “400 picaretas e achacadores”

O deputado do PMDB chamou o ministro da Educação de fascista e afirmou ainda que não há outra saída que senão sua renúncia do Ministério. A declaração ocorreu após a Câmara aprovar a convocação de Cid para dar explicações sobre a afirmação dele de que no Parlamento brasileiro existem mais de “400 picaretas e achacadores”
O deputado do PMDB chamou o ministro da Educação de fascista e afirmou ainda que não há outra saída que senão sua renúncia do Ministério. A declaração ocorreu após a Câmara aprovar a convocação de Cid para dar explicações sobre a afirmação dele de que no Parlamento brasileiro existem mais de “400 picaretas e achacadores” (Foto: Renata Paiva)

Ceará 247 - O deputado federal Danilo Forte (PMDB-CE) chamou o ministro da Educação, Cid Gomes, de fascista e afirmou ainda que não há outra saída que senão sua renúncia do Ministério. A declaração ocorreu após a Câmara aprovar a convocação de Cid para dar explicações sobre a afirmação dele de que no Parlamento brasileiro existem mais de “400 picaretas e achacadores”.

O parlamentar peemedebista falou também que a declaração do ministro Cid contra a Câmara dos Deputados foi inspirada na conduta que o irmão dele, Ciro Gomes, teve quando deputado federal. Danilo Forte comentou que quando parlamentar, Ciro Gomes não apresentou nenhum Projeto de Lei ou alguma outra iniciativa legislativa. “Não há um Projeto de Lei ou uma única proposta de iniciativa legislativa de autoria do Sr Ciro Gomes. Esse, sim, um exemplo claro de picaretagem de quem recebe salário de servidor público e não presta a contraprestação devida de seu trabalho”, provocou.

NOTA

Abaixo segue a íntegra da Nota de Repúdio que o deputado Danilo Forte apresentou nesta quarta-feira, 4.

“Lamento a postura fascista do ministro Cid Gomes que expõe os seus profundos sentimentos contra o legislativo brasileiro da mesma forma que desprezou as suas relações partidárias, já que está no décimo partido, apesar de jovem ainda, e da mesma forma que desrespeitou os professores no Estado do Ceará quando colocou a polícia na Assembleia Legislativa do Ceará para intimidá-los nas suas lutas por melhorias de condições de trabalho e que desrespeitou a própria Polícia Militar no tratamento das questões corporativas e, agora, como tem repetindo que é necessário acabar com PMDB, o mais longevo de todos os partidos neste período democrático e presente em todos os momentos de afirmação democrática de nosso País. E vendo seu ímpeto fascista de aniquilar a democracia e o PMDB no disparate e no arroubou linguístico fundamental da postura do seu irmão Ciro Gomes que por diversas vezes tropeçou na própria língua e que desrespeitou o povo do Ceará que lhe deu um mandato e que simplesmente foi abandonado por ele. Esse, sim, um exemplo claro de picaretagem de quem recebe salário de servidor público e não presta a contraprestação devida de seu trabalho".

O peemedebista falou ainda que "não há um Projeto de Lei ou uma única proposta de iniciativa legislativa de autoria do Sr Ciro Gomes. Talvez tenha sido este o exemplo que o ministro Cid tem encontrado para macular a imagem da casa legislativa. Diante da gravidade e se tratando de um ministro da Educação que deseduca uma nação inteira na sua base institucional mais profunda que é o da convivência democrática entre os poderes constituídos da República, só lhe resta como alternativa agora a sua renúncia do Ministério da Educação. Pois não podemos ter a frente deste Ministério um ministro que desrespeita ostensivamente a democracia e o os poderes democraticamente constituídos.”

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247