Defesa Civil cobra atualização dos Planos de Contingência de empresas

A Defesa Civil se reuniu com os representantes de três grandes empresas de Alagoas para cobrar a atualização do Plano de Contingência contra acidentes; todas elas já foram notificadas e têm um prazo para que a documentação seja atualizada; diante das atividades que executam, essas empresas oferecem grandes riscos à população que mora em seus entornos; os planos são feitos com base no programa Apell (Alerta e Preparação para Emergência a Nível Local) e em breve outras empresas menores também serão chamadas para serem orientadas 

A Defesa Civil se reuniu com os representantes de três grandes empresas de Alagoas para cobrar a atualização do Plano de Contingência contra acidentes; todas elas já foram notificadas e têm um prazo para que a documentação seja atualizada; diante das atividades que executam, essas empresas oferecem grandes riscos à população que mora em seus entornos; os planos são feitos com base no programa Apell (Alerta e Preparação para Emergência a Nível Local) e em breve outras empresas menores também serão chamadas para serem orientadas 
A Defesa Civil se reuniu com os representantes de três grandes empresas de Alagoas para cobrar a atualização do Plano de Contingência contra acidentes; todas elas já foram notificadas e têm um prazo para que a documentação seja atualizada; diante das atividades que executam, essas empresas oferecem grandes riscos à população que mora em seus entornos; os planos são feitos com base no programa Apell (Alerta e Preparação para Emergência a Nível Local) e em breve outras empresas menores também serão chamadas para serem orientadas  (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - A Defesa Civil se reuniu com os representantes de três grandes empresas de Alagoas na manhã desta quinta-feira (19), no Palácio República dos Palmares, no Centro de Maceió, para cobrar a atualização do Plano de Contingência contra acidentes. Todas elas já foram notificadas e têm um prazo para que a documentação seja atualizada.  Diante das atividades que executam, elas oferecem grandes riscos à população que mora em seus entornos, como o de radiação de calor, explosões e incêndios.  

"Esses planos e simulações são muito importantes não só para os funcionários, mas para toda a população que reside próximo a esses locais. Caso aconteça algum acidente, todos saberão como agir rapidamente para salvar o maior número possível de vidas", explicou o major.  

Os planos de contingência são feitos com base no programa Apell (Alerta e Preparação para Emergência a Nível Local) e precisam ser aprovados pela Defesa Civil e, em seguida, colocados em prática através de treinamentos.  

"Temos que estar preparados para enfrentar o pior cenário e um possível acidente, pois o que vier abaixo disso vamos conseguir enfrentar sem muitos problemas. Por isso é necessário que toda a população saiba o que fazer em situações como essas. Mas é preciso que se faça a simulação prática dessas situações, porém não adianta ter um plano e não ensinar a população o que deve ser feito, pois num acidente de verdade não há tempo para pensar, então se eles já souberem o que fazer, vão agilizar a evacuação de forma automática e prática", pontuou o coordenador.  

Em breve, outras empresas menores também serão chamadas para serem orientadas quanto à atualização dos planos e, assim, garantir a segurança da população.  

Com gazetaweb.com

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247