Defesa Civil combate mais de 300 focos de incêndio na Capital

Dados da Defesa Civil de Palmas mostram que somente nos meses de junho e julho, foram combatidos 118 e 100 focos respectivamente; de acordo com o superintendente da Defesa Civil Municipal, Iranilto Sales, as queimadas são provocadas pelo homem. "Todos os dias temos cerca de 20 agentes de combate a incêndio nas ruas fazendo o levantamento dos focos", disse; maior parte dos foco está localizada na região Sul da Capital

Dados da Defesa Civil de Palmas mostram que somente nos meses de junho e julho, foram combatidos 118 e 100 focos respectivamente; de acordo com o superintendente da Defesa Civil Municipal, Iranilto Sales, as queimadas são provocadas pelo homem. "Todos os dias temos cerca de 20 agentes de combate a incêndio nas ruas fazendo o levantamento dos focos", disse; maior parte dos foco está localizada na região Sul da Capital
Dados da Defesa Civil de Palmas mostram que somente nos meses de junho e julho, foram combatidos 118 e 100 focos respectivamente; de acordo com o superintendente da Defesa Civil Municipal, Iranilto Sales, as queimadas são provocadas pelo homem. "Todos os dias temos cerca de 20 agentes de combate a incêndio nas ruas fazendo o levantamento dos focos", disse; maior parte dos foco está localizada na região Sul da Capital (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Neste período de estiagem no Tocantins, a Defesa Civil de Palmas informou que foram combatidos 313 focos de incêndios no período de 07 de abril a 11 deste mês. Deste total, 184 focos foram localizados na região Sul da Capital, em área urbana, e os demais na região Norte, Taquaruçu e na zona rural Sul.

De acordo com os dados divulgados, os meses de junho e julho lideraram o ranking de focos, 118 e 100 focos combatidos respectivamente, sendo que a região Sul lidera com 59% dos casos. Desse total, 86 focos foram denunciados pela comunidade através do 190, pelo Sistema Integrado de Operação (SIOP); 82 focos foram detectados pelo sistema de vídeomonitoramento e 145 foram pelas equipes de deslocamento.

De acordo com o superintendente da Defesa Civil Municipal, Iranilto Sales, as queimadas são provocadas pelo homem. "Todos os dias temos cerca de 20 agentes de combate a incêndio nas ruas fazendo o levantamento dos focos", disse.

Dos 313 focos combatidos, dois deles foram detectados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em grandes áreas agrícolas.
"Todos os dias os agentes de combate a incêndio, em deslocamento na cidade, identificam que os focos, na maioria, são causados pela ação humana",afirmou Sales.

A Defesa Civil Municipal conta com 40 agentes de prevenção e combate a incêndio que trabalham em escala de 12/36, das 8 às 20 horas. O órgão usa ainda dois veículos para combate a incêndio, sendo um caminhão de combate com capacidade para 2 mil litros de água e outro com reservatório flexível com capacidade para 400 litros de água, usado em locais de difícil acesso. Também são usados abafadores e bombas costais.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email