‘Delação de Delcídio é apanhado de notícias já veiculadas’

Em nota, o senador Humberto Costa (PT-PE), líder do governo no Senado, classificou a delação premiada do senador Delcídio do Amaral como um "apanhado de notícias já veiculadas", a partir da colaboração de Paulo Roberto Costa; ele negou ter sido beneficiado em qualquer negócio com a White Martins, como alega Delcídio

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senador Humberto Costa (PT-PE). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária. Em discurso, senador Humberto Costa (PT-PE). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado (Foto: Aquiles Lins)

Pernambuco 247 - O senador Humberto Costa (PT-PE), líder do governo no Senado, classificou a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (sem partido) como um "apanhado de notícias já veiculadas", a partir da colaboração de Paulo Roberto Costa.

"A White Martins, empresa citada pelo senador Delcídio, jamais contribuiu com qualquer campanha eleitoral disputada por Humberto. Ela, aliás, sequer está entre as investigadas pela Operação Lava Jato", disse Costa em nota à imprensa. 

Na delação homologada pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, Delcídio também alega que o senador Humberto Costa (PT-PE) "agiu com desenvoltura" na Refinaria de Suape (PE). "Ele foi parceiro, entre outras empresas, da White Martins, que sempre contribuiu decisivamente para suas campanhas", afirmou.

Leia na íntegra a nota de Humberto Costa:

"Com relação a fatos aduzidos pelo senador Delcídio do Amaral (MS), em delação premiada, o senador Humberto Costa (PT-PE) tem a esclarecer o seguinte:

1 – As informações prestadas são um apanhado de notícias sobejamente já veiculadas, a partir da colaboração de outro réu confesso, o Sr. Paulo Roberto Costa, que, até o momento, já alterou seis vezes o teor das inverídicas acusações que fez ao senador Humberto;

2 – A White Martins, empresa citada pelo senador Delcídio, jamais contribuiu com qualquer campanha eleitoral disputada por Humberto. Ela, aliás, sequer está entre as investigadas pela Operação Lava Jato;

3 – À luz do que precede, o senador Humberto Costa solicitou aos seus advogados que requeiram, o mais brevemente possível, às autoridades competentes a oitiva do senador Delcídio do Amaral no inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar as acusações anteriores."

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247