"DEM deve apoiar JB, mas sem Rogério na chapa"

Quem diz isso é o vereador Josenito Vitale, o Nitinho; ele diz que o DEM "deve sair com uma chapa com o Governo do Estado"; "O apoio a Jackson Barreto é o melhor caminho para mudar a cara de Aracaju e de Sergipe, principalmente na Saúde, para transformar a atual situação"; afirmou; mas faz ponderações sobre o PT: "Meu desejo pessoal, neste primeiro momento, é não formar chapa com Rogério Carvalho, até porque ele não acrescenta. Ele não agrega nem mesmo dentro do partido dele. Ele pode prejudicar o projeto político de Jackson. O PT tem outros nomes quem podem se somar"

Quem diz isso é o vereador Josenito Vitale, o Nitinho; ele diz que o DEM "deve sair com uma chapa com o Governo do Estado"; "O apoio a Jackson Barreto é o melhor caminho para mudar a cara de Aracaju e de Sergipe, principalmente na Saúde, para transformar a atual situação"; afirmou; mas faz ponderações sobre o PT: "Meu desejo pessoal, neste primeiro momento, é não formar chapa com Rogério Carvalho, até porque ele não acrescenta. Ele não agrega nem mesmo dentro do partido dele. Ele pode prejudicar o projeto político de Jackson. O PT tem outros nomes quem podem se somar"
Quem diz isso é o vereador Josenito Vitale, o Nitinho; ele diz que o DEM "deve sair com uma chapa com o Governo do Estado"; "O apoio a Jackson Barreto é o melhor caminho para mudar a cara de Aracaju e de Sergipe, principalmente na Saúde, para transformar a atual situação"; afirmou; mas faz ponderações sobre o PT: "Meu desejo pessoal, neste primeiro momento, é não formar chapa com Rogério Carvalho, até porque ele não acrescenta. Ele não agrega nem mesmo dentro do partido dele. Ele pode prejudicar o projeto político de Jackson. O PT tem outros nomes quem podem se somar" (Foto: Valter Lima)

Valter Lima, do Sergipe 247 - O vereador Josenito Vitale (DEM), o "Nitinho", que voltou recentemente à Câmara após responder pela Secretaria da Cultura de Aracaju por mais de um ano, se declarou favorável a uma aliança entre o prefeito João Alves Filho (DEM) e o governador Jackson Barreto (PMDB). Ele também é favorável à indicação do nome do deputado federal Mendonça Prado (DEM) à candidatura de vice-governador. No entanto, o parlamentar rechaça a possibilidade de apoio ao nome do deputado federal Rogério Carvalho (PT) como candidato ao Senado.

"João tem que tomar logo uma decisão. Não vejo João em cima do muro. Ele é homem político. Do meu ponto de vista, devemos sair com uma chapa com o Governo do Estado. O apoio a Jackson Barreto é o melhor caminho para mudar a cara de Aracaju e de Sergipe, principalmente na Saúde, para transformar a atual situação", afirmou.

Para ele, Mendonça Prado fortalece a chapa encabeçada pelo governador Jackson Barreto. "Um grande nome dentro e fora do Estado. Na eleição passada, só em Aracaju, espontaneamente, ele obteve quase 50 mil votos. É um nome forte", frisou Nitinho, ressalvando que o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) também poderia ser uma opção para a chapa governista.

Questionado sobre a formalização de uma aliança entre PMDB, DEM e PT, o vereador faz algumas ponderações. "Essa é uma questão que vamos discutir lá na frente. Daqui para lá muita coisa pode mudar. Neste processo, as pessoas só falam em PMDB e Democratas. Não que o PT não tenha importância. Tem grandes líderes, como é o caso do vereador Iran Barbosa, que tem competência e ética, diferentemente de outras pessoas que também fazem parte do PT", ressaltou.

Ele faz duras críticas a Rogério Carvalho, pré-candidato ao Senado pelo PT. "Meu desejo pessoal, neste primeiro momento, é não formar chapa com Rogério Carvalho, até porque ele não acrescenta. Ele não agrega nem mesmo dentro do partido dele. Ele pode prejudicar o projeto político de Jackson. O PT tem outros nomes quem podem se somar, mas quem tem que definir isso é o governador", afirma.

Na opinião de Nitinho, "Rogério Carvalho não tem uma história na política que deixa na cabeça da população momentos de alegria". "Sinto nas ruas que o nome de Rogério não agrega. Nem tudo na vida é finanças. Precisa também tocar no povo com carinho e com amor e ter históricas boas na política. E eu não vejo Rogério com história que venha marcar e deixar na cabeça da população momento de alegria, até porque todo mundo sabe como foi que começou esse problema na Saúde", criticou.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247.Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247