DEM e PT podem fazer aliança histórica na Bahia

O ex-deputado José Carlos Aleluia afirmou que o vice-governador, o ex-carlista Otto Alencar (PSD), seria um bom nome e facilitaria as alianças para 2014; e ele pode ter razão; Otto candidato poderia agradar gregos e troianos; seu nome agradaria o governador Jaques Wagner (PT), o prefeito ACM Neto (DEM) e, de quebra, o PSD nacional, que vai com a presidente Dilma Rousseff em 2014; Aleluia seria o candidato ao Senado na chapa histórica

DEM e PT podem fazer aliança histórica na Bahia
DEM e PT podem fazer aliança histórica na Bahia

Romulo Faro - Bahia 247

O secretário de Urbanismo e Transporte de Salvador, José Carlos Aleluia, deu declarações em entrevista ao jornal A Tarde que podem ser lidas como possibilidade de reviravolta na política baiana, uma composição de chapa majoritária histórica com DEM e PT.

Apontado como candidato dos democratas ao governo, o ex-deputado Aleluia minimiza especulação e afirma que o vice-governador, o ex-carlista Otto Alencar, seria um bom nome e facilitaria as alianças para 2014.

"Tenho carinho em relação ao vice-governador. Fomos aliados, ele tem muitas qualidades. Evidentemente é um candidato que poderia até facilitar algumas alianças". Ex-presidente do DEM diz ainda que a possível candidatura de Otto "criaria um fato novo na política baiana". "Ele conversa muito comigo e muito com os nossos aliados no interior. Gosto muito dele".

E realmente Aleluia tem razão. O vice-governador preside o PSD na Bahia e tem candidatura sacramentada pelo líder nacional da legenda, o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que já declarou apoio à presidente Dilma Rousseff na sua tentativa de reeleição no ano que vem.

Para o DEM, por sua vez, ainda que Otto não seja mais carlista, não seria ruim ter como governador um antigo aliado com quem a relação ainda é boa, conforme o próprio Aleluia. No rol das especulações, se dá como forte chapa encabeçada por Otto com o democrata como candidato a senador.

Por mais improvável que pareça, aliança não seria impossível por mais dois motivos. O prefeito ACM Neto construiu (e mantém, diga-se de passagem) relação de harmonia como jamais vista com o PT, através do entendimento com o governador Jaques Wagner para parcerias importantes para a capital.

O PT, apesar da convicção de Wagner de lançar o chefe da Casa Civil do Estado, Rui Costa, ainda não tem unidade em torno do seu candidato. Apoiar Otto Alencar, cuja capilaridade é grande em praticamente todo o interior do Estado, seria uma boa alternativa para a base do governo. Afinal, ele é o atual vice-governador.

Resumindo, Otto candidato poderia agradar gregos e troianos. Governo e oposição, neste caso. Seu nome agradaria Wagner, ACM Neto e, de quebra, o PSD nacional, que vai com Dilma.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247