Depois da reforma, Dilma debate sucessão com Lula

Presidente viaja a São Paulo depois da posse do novo ministro dos Transportes e, além de compromissos "privados", como informa o Planalto, deverá ter um almoço com o ex-presidente, com quem discutirá a sucessão do governo de São Paulo em 2014; partido pretende definir nome até junho e um dos candidatos, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, acompanha a presidente na viagem

Depois da reforma, Dilma debate sucessão com Lula
Depois da reforma, Dilma debate sucessão com Lula
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP247 – Após ter praticamente encerrado sua reforma ministerial, a presidente Dilma Rousseff viaja nesta quarta-feira 3 a São Paulo para, além de compromissos "privados", como informa o Palácio do Planalto, ter um encontro com o ex-presidente Lula. Num almoço, que deve acontecer no escritório da presidência na capital paulista, os dois discutirão a última mudança no ministério. No caso, a inclusão do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), que deverá ser convidado a comandar a nova Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

O assunto principal, no entanto, deverá ser a sucessão do governo de São Paulo em 2014, quando o PT disputará com o governador tucano Geraldo Alckmin. O nome, ainda não definido, será anunciado pelo partido até junho. Ao lado da presidente, viaja um dos possíveis postulantes, Aloizio Mercadante, que participará do Congresso de Municípios que ocorrerá em Santos nesta quinta-feira, e adiantou a ida a São Paulo. O ministro da Educação disputa o posto com Alexandre Padilha, da Saúde, e José Eduardo Cardozo, da Justiça.

Outras possibilidades são ainda o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, amigo de longa data de Lula e tido nos bastidores do diretório paulista da legenda como a "melhor opção". Em entrevista ao 247, o presidente do PT-SP, Edinho Silva, avaliou que o principal critério de escolhe tem de ser quem teria mais condições de deixar hoje o governo federal. Em sua opinião, todos têm condições de concorrer.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email