Depois do golpe, São Paulo recebe fatia maior dos recursos do Bolsa Família

São Paulo é o estado que mais recebe auxílio do programa Bolsa Família, que completa quinze anos em 2018; o repasse saltou de 9,2% para 9,8% em um ano, o que significa o maior ganho percentual comparativo no período; os municípios do estado tradicionalmente ficavam aquém do número de beneficiados que poderiam incluir, diz Marcelo Neri, professor da FGV

Depois do golpe, São Paulo recebe fatia maior dos recursos do Bolsa Família
Depois do golpe, São Paulo recebe fatia maior dos recursos do Bolsa Família (Foto: Edição 247)

247 – São Paulo é o estado que mais recebe auxílio do programa Bolsa Família, que completa quinze anos em 2018. O repasse saltou de 9,2% para 9,8% em um ano, o que significa o maior ganho percentual comparativo no período. Os municípios do estado tradicionalmente ficavam aquém do número de beneficiados que poderiam incluir, diz Marcelo Neri, professor da FGV.

“São Paulo e Rio de Janeiro eram os estados onde havia mais discrepância entre taxa de pobreza e proporção de contemplados, e os números de 2016 para cá podem ser uma correção de desvio”, diz o pesquisador.

“O número de famílias que recebem a bolsa é calculado pelo nível de pobreza em cada município. Os gestores locais cadastram os candidatos que têm perfil de beneficiados. O passo seguinte da concessão é do governo federal, que analisa os dados e decide quem será atendido.

Houve um esforço em São Paulo nos últimos dois anos para incluir famílias, diz o sociólogo Antonio Ibarra, consultor do Ministério do Desenvolvimento Social. “Como a revisão aconteceu durante a crise, os pagamentos foram maiores, porque são calculados com base na distância do orçamento familiar da linha de pobreza.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247