Deputada pede memorial para vítimas da ditadura

Alice Portugal (PCdoB) comemorou a disponibilização dos arquivos da ditadura na internet e defendeu em discurso na Câmara dos Deputados a criação de memorial baiano de torturados e desaparecidos no período da ditadura militar; "Há muitos que não morreram, mas sucumbem às agressões que sofreram à época e nada aconteceu"

Deputada pede memorial para vítimas da ditadura
Deputada pede memorial para vítimas da ditadura
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) comemorou a disponibilização dos arquivos da ditadura na internet e defendeu em discurso na Câmara a criação de memorial baiano de torturados e desaparecidos no período da ditadura militar, além de indenização para portadores de sequelas por agressões sofridas na Bahia durante o Estado de exceção.

"Há muitos que não morreram, mas sucumbem às agressões que sofreram à época e nada aconteceu", afirma a comunista. Alice Portugal é coordenadora de Juventude da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos na Câmara dos Deputados.

Como deputada estadual em 1995, Alice apresentou na Assembleia Legislativa da Bahia projeto de lei que tratava da matéria, a indicação nunca foi à apreciação no plenário. Segundo a comunista, leis semelhantes já estão em vigor em outros estados como Pernambuco, Paraná e Rio de Janeiro.

A parlamentar credita o atraso baiano "à oligarquia autoritária que por 40 anos fez a infelicidade do nosso Estado". Na Bahia, há registro de 32 mortos e desaparecidos políticos para um contingente de 415 vítimas do regime totalitário no Brasil.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email