Deputado acredita em retomada das obras do Estaleiro Paraguaçu

A Assembleia Legislativa aprovou carta aberta intitulada 'Carta da Bahia', cujo objetivo é buscar a retomada das obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu; será encaminhado ao Planalto, ao governo da Bahia, à Petrobras, ao Senado e à Câmara dos Deputados; presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia, o deputado Hildécio Meireles diz que o objetivo é apelar não apenas pelo retorno das intervenções, mas também da fabricação das sondas de perfuração para exploração do pré-sal, "de forma a impedir que a indústria naval baiana regrida ainda mais"

A Assembleia Legislativa aprovou carta aberta intitulada 'Carta da Bahia', cujo objetivo é buscar a retomada das obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu; será encaminhado ao Planalto, ao governo da Bahia, à Petrobras, ao Senado e à Câmara dos Deputados; presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia, o deputado Hildécio Meireles diz que o objetivo é apelar não apenas pelo retorno das intervenções, mas também da fabricação das sondas de perfuração para exploração do pré-sal, "de forma a impedir que a indústria naval baiana regrida ainda mais"
A Assembleia Legislativa aprovou carta aberta intitulada 'Carta da Bahia', cujo objetivo é buscar a retomada das obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu; será encaminhado ao Planalto, ao governo da Bahia, à Petrobras, ao Senado e à Câmara dos Deputados; presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia, o deputado Hildécio Meireles diz que o objetivo é apelar não apenas pelo retorno das intervenções, mas também da fabricação das sondas de perfuração para exploração do pré-sal, "de forma a impedir que a indústria naval baiana regrida ainda mais" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - A Assembleia Legislativa aprovou carta aberta intitulada 'Carta da Bahia', cujo objetivo é buscar a retomada das obras do Estaleiro Enseada do Paraguaçu. O documento foi aprovado em reunião da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo, que é presidida pelo deputado Hildécio Meireles (PMDB).

A carta será encaminhada à presidente Dilma Rousseff; ao governador Rui Costa; ao presidente da Petrobras, Aldemir Bendine; e aos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-RN), e da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Segundo Hildécio, o objetivo apelar não apenas pelo retorno das intervenções, mas também da fabricação das sondas de perfuração para exploração do pré-sal, "de forma a impedir que a indústria naval baiana regrida ainda mais".

O deputado diz que a mobilização é suprapartidária em busca da união dos poderes a favor da resolução dos impasses e a retomada de fôlego da obra.

"Obra esta de grande importância para a toda a Bahia", destacou, complementando que 82% da intervenção já foi realizada com utilização de R$ 2,6 bilhões de um total de R$ 3,2 bilhões. "Portanto, continuo acreditando que a soma de esforços, dos poderes, tirará do papel um dos maiores empreendimentos da Indústria Naval da Bahia e um dos maiores do Brasil".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247