Deputado anti-Temer é reeleito presidente do PSDB na Bahia

A executiva estadual do PSDB decidiu manter o deputado federal João Gualberto no comando do partido na Bahia pelos próximos dois anos; a decisão dos tucanos na Bahia não teve apoio do ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, que defende Michel Temer com unhas e dentes, enquanto Jutahy e Gualberto votaram pela admissibilidade da investigação contra o peemedebista na Câmara; o presidente do PSDB baiano inclusive é autor do primeiro pedido de impeachment de Temer protocolado na Câmara dos Deputados

Deputado João Gualberto
Deputado João Gualberto (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Em reunião nesta segunda-feira em Salvador, a executiva estadual do PSDB decidiu manter o deputado federal João Gualberto no comando do partido na Bahia pelos próximos dois anos.

A executiva se reuniu para definir o calendário de realizações das convenções municipais, que ocorrerão em outubro próximo, e a estadual, no mês de novembro. A recondução de João Gualberto entrou na pauta de discussões como outro tema da reunião e teve o apoio de praticamente todos os presentes.

Gualberto disse que aceita "a missão como algo extremamente importante", para dar continuidade ao trabalho que hoje está sendo executado, com reconhecimento unanime no partido.

"O deputado João Gualberto profissionalizou a gestão do partido na Bahia, tanto no aspecto jurídico, quanto financeiro. Apresentou um grande resultado eleitoral, com crescimento da nossa legenda nas eleições ocorridas sob a sua administração, por isso, nada mais justo que, dentro das normas partidárias, ele seja reeleito", disse o deputado federal Jutahy Magalhães Jr.

A decisão dos tucanos na Bahia não teve apoio do ministro da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy (deputado federal licenciado). Imbassahy defende Michel Temer com unhas e dentes, enquanto Jutahy e Gualberto votaram pela admissibilidade da investigação contra o peemedebista na Câmara.

Imbassahy se licenciou do cargo na véspera da votação e retomou o mandato apenas para votar a favor de Temer. O presidente do PSDB baiano, por sua vez, é autor do primeiro pedido de impeachment de Temer protocolado na Câmara dos Deputados.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247