Deputado cobra do Estado 'ações efetivas' no combate ao câncer de próstata

Deputado estadual Alan Sanches cobra "ação efetiva" do governo do Estado no combate ao câncer de próstata, que hoje coloca a Bahia como o estado com maior incidência da doença no país; segundo Alan Sanches, que é médico, a campanha novembro azul apenas não tem eficácia se não houver especialistas em urologia disponíveis na rede pública, e locais para realização dos exames necessários para o diagnóstico e tratamento a curto prazo

Deputado estadual Alan Sanches cobra "ação efetiva" do governo do Estado no combate ao câncer de próstata, que hoje coloca a Bahia como o estado com maior incidência da doença no país; segundo Alan Sanches, que é médico, a campanha novembro azul apenas não tem eficácia se não houver especialistas em urologia disponíveis na rede pública, e locais para realização dos exames necessários para o diagnóstico e tratamento a curto prazo
Deputado estadual Alan Sanches cobra "ação efetiva" do governo do Estado no combate ao câncer de próstata, que hoje coloca a Bahia como o estado com maior incidência da doença no país; segundo Alan Sanches, que é médico, a campanha novembro azul apenas não tem eficácia se não houver especialistas em urologia disponíveis na rede pública, e locais para realização dos exames necessários para o diagnóstico e tratamento a curto prazo (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O deputado estadual Alan Sanches (DEM) cobra "ação efetiva" do governo do Estado no combate ao câncer de próstata, que hoje coloca a Bahia como o estado com maior incidência da doença no país. Segundo Alan Sanches, que é médico, a campanha novembro azul apenas não tem eficácia se não houver especialistas em urologia disponíveis na rede pública, e locais para realização dos exames necessários para o diagnóstico e tratamento a curto prazo.

"E apesar de a Bahia hoje obter esse triste pódio de incidência, sabe-se que a dificuldade de marcação de consultas com especialistas é comprovada não apenas na capital, mas em especial nas cidades menores, que em sua maioria não dispõem de médico urologista. Portanto, a necessidade de se agir contra esse mal que aflige milhares de homens e famílias do nosso estado", diz o deputado.

Alan Sanches diz ainda que "não adianta apenas campanha de prevenção, mas o atendimento eficaz, que engloba desde à consulta ao urologista, o exame de sangue (PSA - Antígeno Prostático Específico) ultrassonografia e biopsia".

Segundo o parlamentar, quando surgem os sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada, porém as chances de cura aumentam em 90% quando a detecção é precoce.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247