Deputado explica em vídeo: ‘pedalada não é crime’

Professor Elvino Bohn Gass, deputado pelo PT do Rio Grande do Sul, prepara uma vídeo-aula sobre o que diz ser um "procedimento contábil", e não uma "operação de crédito", como aponta o TCU no julgamento das contas da presidente Dilma; o parlamentar destaca que a prática vem desde o governo Itamar Franco, passando por FHC e diversas administrações municipais; ao compartilhar o vídeo nas redes, o ex-presidente Lula comentou: "Os apelidos chamativos, mas que não dizem nada, são ferramentas para confundir, ao invés de esclarecer"

Professor Elvino Bohn Gass, deputado pelo PT do Rio Grande do Sul, prepara uma vídeo-aula sobre o que diz ser um "procedimento contábil", e não uma "operação de crédito", como aponta o TCU no julgamento das contas da presidente Dilma; o parlamentar destaca que a prática vem desde o governo Itamar Franco, passando por FHC e diversas administrações municipais; ao compartilhar o vídeo nas redes, o ex-presidente Lula comentou: "Os apelidos chamativos, mas que não dizem nada, são ferramentas para confundir, ao invés de esclarecer"
Professor Elvino Bohn Gass, deputado pelo PT do Rio Grande do Sul, prepara uma vídeo-aula sobre o que diz ser um "procedimento contábil", e não uma "operação de crédito", como aponta o TCU no julgamento das contas da presidente Dilma; o parlamentar destaca que a prática vem desde o governo Itamar Franco, passando por FHC e diversas administrações municipais; ao compartilhar o vídeo nas redes, o ex-presidente Lula comentou: "Os apelidos chamativos, mas que não dizem nada, são ferramentas para confundir, ao invés de esclarecer" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

RS 247 - Para explicar por que as chamadas 'pedaladas fiscais' "não são crime", o deputado e professor de História Elvino Bohn Gass (PT-RS) divulgou na internet uma vídeo-aula sobre o que diz ser um "procedimento contábil".

Ele rebate a tese de que o atraso no repasse do Tesouro a bancos públicos, a fim de financiar programas sociais, e posteriormente o retorno desses valores com juros, são uma "operação de crédito", como aponta o Tribunal de Contas da União (TCU) no julgamento das contas da presidente Dilma Rousseff.

O parlamentar destaca ainda que a prática ocorre desde o governo Itamar Franco, passando por Fernando Henrique Cardoso e diversas administrações municipais. A prática, diz ele no vídeo, "não lesou ninguém, pelo contrário, manteve os programas sociais".

"Querer usar esse procedimento para incriminar, querer afastar com impedimento a nossa presidenta Dilma só tem um nome: é golpe!", conclui Bohn Gass. Ao compartilhar o vídeo em sua página no Facebook, o ex-presidente Lula comentou:

"Os apelidos chamativos, mas que não dizem nada, são ferramentas para confundir, ao invés de esclarecer. Veja a explicação do professor Elvino Bohn Gass sobre o que são, de fato, as 'pedaladas fiscais'".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email