Deputados do AM abrirão processo de impeachment contra governador Wilson Lima

Operação da PF apontou participação direta do governador Wilson Lima (PSC-AM) em compras superfaturadas de respiradores, direcionamento na contratação de empresas e lavagem de dinheiro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aceitou o pedido da Procuradoria Geral da Casa para dar andamento ao processo de impeachment do governador Wilson Lima (PSC), e do vice dele, Carlos Almeida (PTB). A Operação Sangria, realizada pela Polícia Federal em 30 de junho, apontou participação direta do chefe do Executivo em compras superfaturadas de respiradores, direcionamento na contratação de empresas e lavagem de dinheiro. 

Para a formação da Comissão Especial que analisará o processo, Josué Neto, estabeleceu, nesta terça-feira (7), um prazo de 24h para que os líderes partidários apresentem os nomes dos deputados que irão compor o grupo.

Com a formação da Comissão, os membros terão um prazo de 48h para formalizar a eleição do presidente e relator. Já o governador e vice, terão 10 dias para enviar defesa prévia. Um parecer prévio do presidente e relator da Comissão deverá ser lido no expediente da Aleam, em um prazo de 10 dias e seu teor deverá ser publicado no Portal da Transparência, junto com as referidas denúncias.

Em nota, o governador afirmou que a decisão de aceitar o processo foi tomada de forma solitária pelo presidente da Aleam, "com o claro interesse de promoção política, tendo em vista as eleições que se aproximam e para com as quais já tornou públicas suas pretensões".

*Com informações da Assembleia Legislativa do Amazonas

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email