Deputados que apoiam reformas de Temer vão parar em outdoors

Dezenas de outdoors estão espalhados pela capital e cidades do interior do Rio Grande do Sul com fotos de deputados federais gaúchos que apoiam as reforma Trabalhista e Previdenciária do governo Michel Temer; “Traidores: querem acabar com a aposentadoria e a CLT”, é a principal chamada, ao lado da convocação “Reaja: 28 de abril é greve geral”; os outdoors foram colocados à beira de ruas, avenidas e estradas das principais bases eleitorais dos parlamentares

Dezenas de outdoors estão espalhados pela capital e cidades do interior do Rio Grande do Sul com fotos de deputados federais gaúchos que apoiam as reforma Trabalhista e Previdenciária do governo Michel Temer; “Traidores: querem acabar com a aposentadoria e a CLT”, é a principal chamada, ao lado da convocação “Reaja: 28 de abril é greve geral”; os outdoors foram colocados à beira de ruas, avenidas e estradas das principais bases eleitorais dos parlamentares
Dezenas de outdoors estão espalhados pela capital e cidades do interior do Rio Grande do Sul com fotos de deputados federais gaúchos que apoiam as reforma Trabalhista e Previdenciária do governo Michel Temer; “Traidores: querem acabar com a aposentadoria e a CLT”, é a principal chamada, ao lado da convocação “Reaja: 28 de abril é greve geral”; os outdoors foram colocados à beira de ruas, avenidas e estradas das principais bases eleitorais dos parlamentares (Foto: Voney Malta)

Por Sul 21 - A CUT-RS intensificou desde quinta-feira (20) a campanha contra as reformas da Previdência e Trabalhista, espalhando dezenas de outdoors por Porto Alegre e interior do Estado com fotos de deputados federais que apoiam o governo Temer. “Traidores: querem acabar com a aposentadoria e a CLT” é a principal chamada, ao lado da convocação “Reaja: 28 de abril é greve geral”.

Os outdoors se encontram à beira de ruas, avenidas e estradas, nas principais bases eleitorais desses parlamentares.

“O objetivo é exercer pressão sobre eles para que votem contra essas antirreformas do governo Temer, que retiram direitos históricos da classe trabalhadora, e ao mesmo tempo reforçar a mobilização para a greve geral de 28 de abril que vai parar o Rio Grande e o Brasil contra as reformas da Previdência, Trabalhista e a terceirização sem limites”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

“Não podemos ficar calados e indiferentes frente ao maior ataque já praticado na história do Brasil aos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários por um governo ilegítimo, sem apoio da população e profundamente atolado em denúncias de corrupção”, ressalta Claudir.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247