Deputados vão chantagear Rui por aumento de verba

O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, afirma que o aumento da verba de gabinete dos deputados dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil só é garantido até o mês de agosto deste ano; o motivo, segundo ele, é que os R$ 6 milhões adicionais nas despesas são provenientes da verba que era destinada às bolsas de estudo distribuídas pelo parlamento e foram suspensas após a Justiça constatar que eram ilegais; continuidade do aumento de R$ 14 mil mensais para cada deputado depende da liberação de um suplemento do Estado, o que o governador Rui Costa já disse que não vai acontecer; em resposta, os parlamentares avisam que 'será difícil Rui conseguir aprovar qualquer matéria' na Casa

O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, afirma que o aumento da verba de gabinete dos deputados dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil só é garantido até o mês de agosto deste ano; o motivo, segundo ele, é que os R$ 6 milhões adicionais nas despesas são provenientes da verba que era destinada às bolsas de estudo distribuídas pelo parlamento e foram suspensas após a Justiça constatar que eram ilegais; continuidade do aumento de R$ 14 mil mensais para cada deputado depende da liberação de um suplemento do Estado, o que o governador Rui Costa já disse que não vai acontecer; em resposta, os parlamentares avisam que 'será difícil Rui conseguir aprovar qualquer matéria' na Casa
O presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, afirma que o aumento da verba de gabinete dos deputados dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil só é garantido até o mês de agosto deste ano; o motivo, segundo ele, é que os R$ 6 milhões adicionais nas despesas são provenientes da verba que era destinada às bolsas de estudo distribuídas pelo parlamento e foram suspensas após a Justiça constatar que eram ilegais; continuidade do aumento de R$ 14 mil mensais para cada deputado depende da liberação de um suplemento do Estado, o que o governador Rui Costa já disse que não vai acontecer; em resposta, os parlamentares avisam que 'será difícil Rui conseguir aprovar qualquer matéria' na Casa (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Completamente a favor do aumento da verba de gabinete dos 63 deputados estaduais dos atuais R$ 78 mil para R$ 92 mil, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PDT), afirma que o aumento da verba só é garantido até o mês de agosto deste ano.

O motivo, segundo ele, é que os R$ 6 milhões adicionais nas despesas são provenientes da verba que era destinada às bolsas de estudo distribuídas pelo parlamento e foram suspensas após a Justiça constatar que eram ilegais.

A continuidade do aumento de R$ 14 mil mensais para cada deputado depende da liberação de um suplemento do Estado, o que o governador Rui Costa (PT) já disse que não vai acontecer porque ele não tem 'máquina de imprimir dinheiro'.

Em resposta, segundo o site Bahia Notícias, os parlamentares agirão da forma mais rasteira da política. Eles afirmam, de acordo com a publicação, que 'será difícil Rui conseguir aprovar qualquer matéria' na Assembleia Legislativa.

"Se não tiver suplementação, eu fiz um acordo de cavalheiros com os deputados. Eles redistribuíram a verba entre os funcionários e, se em agosto não tiver mais verba, eles vão voltar para esse valor de R$ 78 mil", diz Marcelo Nilo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247