Desdobramento da Operação Copérnico cumpre mandados no interior da Bahia

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira um desdobramento da Operação Copérnico, no interior da Bahia; foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva no município de Iramaia; a operação investiga desvio de verbas públicas destinadas à saúde, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro; segundo a PF, a organização criminosa, que foi desarticulada em junho deste ano, operava em nome de laranjas e criava entidades filantrópicas e empresas de fachada para firmar contratos de gerenciamento de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento e centros de saúde

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira um desdobramento da Operação Copérnico, no interior da Bahia; foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva no município de Iramaia; a operação investiga desvio de verbas públicas destinadas à saúde, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro; segundo a PF, a organização criminosa, que foi desarticulada em junho deste ano, operava em nome de laranjas e criava entidades filantrópicas e empresas de fachada para firmar contratos de gerenciamento de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento e centros de saúde
A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira um desdobramento da Operação Copérnico, no interior da Bahia; foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva no município de Iramaia; a operação investiga desvio de verbas públicas destinadas à saúde, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro; segundo a PF, a organização criminosa, que foi desarticulada em junho deste ano, operava em nome de laranjas e criava entidades filantrópicas e empresas de fachada para firmar contratos de gerenciamento de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento e centros de saúde (Foto: Romulo Faro)

Sayonara Moreno - correspondente da Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou hoje (21) um desdobramento da Operação Copérnico, no interior da Bahia, mas ninguém foi preso. Foram cumpridos um mandado de busca e apreensão e um de condução coercitiva no município de Iramaia. A operação investiga desvio de verbas públicas destinadas à saúde, fraude em licitação, corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, a organização criminosa, que foi desarticulada em junho deste ano, operava em nome de laranjas e criava entidades filantrópicas e empresas de fachada para firmar contratos de gerenciamento de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e centros de saúde.

Os mandados de hoje foram expedidos pelo Tribunal Regional da 1ª Região (TRF1). O objetivo é identificar e apreender bens para ressarcir a União pelos prejuízos causados pelos desvios do grupo criminoso.

Segundo a PF, na busca de hoje foram apreendidos bens num total de cerca de R$ 200 mil. Quatro armas de fogo sem registro também foram apreendidas.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247