Desempenho de Padilha pode prejudicar Dilma em SP

Com apenas 3% de intenções de voto na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro da Saúde perdeu o apoio do PDT, potencial aliado, para o PMDB de Paulo Skaf; também não conseguiu agregar o PR em sua chapa; segundo o jornalista Ilimar Franco, a avaliação do comando da campanha de Dilma é que Padilha está fragilizado eleitoralmente neste momento, o que pode afetar o desempenho de Dilma em São Paulo, maior colégio eleitoral do país; enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) trabalharam para entrar no estado

Com apenas 3% de intenções de voto na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro da Saúde perdeu o apoio do PDT, potencial aliado, para o PMDB de Paulo Skaf; também não conseguiu agregar o PR em sua chapa; segundo o jornalista Ilimar Franco, a avaliação do comando da campanha de Dilma é que Padilha está fragilizado eleitoralmente neste momento, o que pode afetar o desempenho de Dilma em São Paulo, maior colégio eleitoral do país; enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) trabalharam para entrar no estado
Com apenas 3% de intenções de voto na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro da Saúde perdeu o apoio do PDT, potencial aliado, para o PMDB de Paulo Skaf; também não conseguiu agregar o PR em sua chapa; segundo o jornalista Ilimar Franco, a avaliação do comando da campanha de Dilma é que Padilha está fragilizado eleitoralmente neste momento, o que pode afetar o desempenho de Dilma em São Paulo, maior colégio eleitoral do país; enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) trabalharam para entrar no estado (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - Para o jornalista Ilimar Franco, de O Globo, a presidente Dilma Rousseff está preocupada com o desempenho da candidatura de Alexandre Padilha, do PT, ao governo de São Paulo. Com apenas 3% de intenções de voto na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro da Saúde acabou ficando isolado.

Padilha perdeu o apoio do PDT, potencial aliado, para o PMDB de Paulo Skaf. Também não conseguiu agregar o PR em sua chapa. O usineiro Maurilio Biagi Filho, filiado ao PR, havia começado conversas, mas acabou desistindo.

Segundo o jornalista, a avaliação do comando da campanha de Dilma é que Padilha está fragilizado eleitoralmente neste momento, o que pode afetar o desempenho de Dilma em São Paulo, maior colégio eleitoral do país. Enquanto isso, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) trabalharam para entrar no estado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247